O ano pode ser 2020, mas, durante essa temporada de premiações do cinema, as referências ficaram lá na era de ouro da indústria. O acessório mais quente do tapete vermelho não é uma bolsa, nem uma joia e sim as luvas de ópera. 

Indiscutivelmente um dos itens mais famosos da moda, o acessório está profundamente enraizado na história cinematográfica com o caso de amor entre Marilyn Monroe e luvas teatrais tendo sido bem documentada através das décadas, como o modelo rosa-chiclete de Os Homens Preferem as Loiras. 

A companheira de profissão de Marilyn, Audrey Hepburn, também foi responsável por trazer luvas de ópera para o imaginário popular no icônico figurino de Bonequinha de Luxo, de 1961, no qual ele usa vestido preto combinado com luvas brancas. 

A milhares de quilômetros dos flashes das câmeras de Hollywood, celebridades como a princesa Margaret e a princesa Diana faziam da tendência viva, usando luvas de ópera em estreias de filmes e recepções diplomáticas em todo o mundo.

Acelere o relógio para hoje e rostos famosos e atuais sucumbiram ao acessório, principalmente depois da aparição de Rihanna no British Fashion Awards de 2019. Maior embaixadora das luvas, a cantora cruzou o tapete vermelho vestindo Fenty da cabeça aos pés, com um par de luvas combinando com o look. 

Prova de que a tendência ainda ressoa com a turma millenial com uma quedinha pelo retrô, Ariana Grande foi outra a testar a tendência (um total geral de três vezes, na verdade) no Grammy Awards de 2020.

Demonstrando ainda mais a capacidade de pulverização da tendência, Margot Robbie logo seguiu o exemplo na estréia de Birds Of Prey em Londres, em um conjunto Dries Van Noten de penas assessorado por luvas cor-de-rosa puxadas sobre os cotovelos. De Zoë Kravitz a Blake Lively, veja quais celebridades trouxeram de volta luvas de ópera no tapete vermelho até agora este ano.

Facebook Comments