“Dou para CUT pão com mortadela e para as feministas, ração na tigela. As mina de direita são as top mais belas enquanto as de esquerda têm mais pelos que as cadelas”, diz o principal verso de uma paródia ofensiva da música “Baile de Favela” que vem sendo cantadas por apoiadores de Bolsonaro em um ato em Recife (PE); assista

Da Revista Fórum – O dia depois do ato de Fernando Haddad (PT) que reuniu milhares de pessoas, apoiadores de Jair Bolsonaro (PSL) realizaram na manhã deste domingo (23) a “Marcha da Família com Bolsonaro”, na praia de Boa Viagem. O evento contou com a participação de líderes religiosos e representantes de movimentos como o “Vem pra Rua”.

A misoginia expressada por Bolsonaro foi reproduzida por seus apoiadores. Apesar de o lema do ato ser “moral, bons costumes e família”, uma das músicas mais cantadas do alto do trio elétrico e acompanhada pela platéia foi uma paródia ofensiva da música “Baile de Favela”, que ataca mulheres de esquerda e compara feministas a cadelas.

“Dou para CUT pão com mortadela e para as feministas, ração na tigela. As mina de direita são as top mais belas enquanto as de esquerda têm mais pelos que as cadelas”, diz o verso. A paródia ainda faz menção às deputadas Maria do Rosário (PT-RS) e Jandira Feghali (PCdoB-RJ).

Polêmica à vista. Uma das músicas cantadas durante a Marcha da Família com Bolsonaro, que acontece neste domingo (23), em Boa Viagem, é uma ode ao preconceito contra as mulheres, principalmente as que têm posicionamento político de esquerda. Veja mais: //t.co/4ZC4u4WVha pic.twitter.com/UU1dC6eVq1