Lançado na França com a Fête de la Musique, o Make Music é uma iniciativa se tornou um evento mundial, reunindo músicos, professores e público em geral, para aprender e ouvir música gratuitamente. Ele atua como facilitador para as pessoas que querem aprender música, e desenvolve campanha para a falar de importância da música na vida das pessoas. O maestro Marshal Gaioso, de Goiânia, acredita muito na importância das artes para a formação do cidadão. “Qualquer evento que colabore com a divulgação musical é positivo”.

O Make Music ocorrerá simultaneamente, no dia 21 de junho, em mais de 800 cidades espalhadas por 120 países. No Brasil, graças a uma iniciativa da Anafima, recursos da NAMM Foundation e cooperação do escritório da Unesco no Brasil, o evento ocorrerá, durante uma semana – de 18 a 24 de junho –, totalmente dedicado à música. “A música é uma parte muito importante do ser humano. A arte, de forma geral, é uma coisa que nos faz mais humanos. Desenvolver as potencialidades artísticas é muito importante para cada indivíduo”, comenta o Gaioso.

Em todas as capitais brasileiras e mais centenas de outras cidades, músicos e professores ministrarão aulas gratuitamente de iniciação musical em vários instrumentos e canto, bem como orientações para bandas marciais e fanfarras. A ação objetiva aumentar o interesse no aprendizado de música e demonstrar a importância dela para jovens, adultos, profissionais e pessoas com algum tipo de necessidade especial. 

Músicos, professores de música, escolas, universidades, conservatórios, núcleos culturais, igrejas, lojas de instrumentos se oferecem voluntariamente para ministrar aulas gratuitas e levar os ensinamentos aos interessados. “No Brasil, existem muitos projetos que trabalham com a música. O brasileiro naturalmente tem uma atração pelo fazer musical, mas nós não somos tão sistematizados comparados a outros países. Alguns projetos no Brasil têm uma importância muito grande por serem bem-sucedidas do ensino musical”, opina Gaioso. “Nesse sentido, vale a pena citar os projetos da Orquestra Jovem de Goiás, regida pelo maestro Eliseu Ferreira, um trabalho importantíssimo que vai ter um impacto muito grande e já está sendo visto na área. O trabalho de ensino de música na rede estatual de ensino do Ciranda da Arte também é referência e modelo para o Brasil”, finaliza.

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

entre para o Desafio 19 dias