Nos cafés de Roma, nos bares à beira do Mediterrâneo, nos aplicativos de música: a Itália foi tomada neste verão — que aqui se encerra neste domingo (23) — por uma canção grudenta, cheia de referências ao Brasil e, ao mesmo tempo, quase nada brasileira.

Lançada em 1º de junho, “Amore e Capoeira” está há 13 semanas nas primeiras posições do Spotify no país. O clipe, com cenas gravadas no Rio de Janeiro, se aproxima das 100 milhões de visualizações no YouTube – um número expressivo para um país de 60 milhões de habitantes.

Alguns segundos adiante, o rapper norte-americano Sean Kingston completa a poesia rimando, em inglês, “flex” (dobre-se) e “time to have sex” (hora de transar). Enquanto isso, no vídeo, três garotas negras rebolam em frente a casarões deteriorados em estilo português no Rio.

O ritmo é essencialmente pop, com trechos curtos adornados por batidas de funk carioca. “Essa música aí os italianos falam que é brasileira, mas nada a ver”, resume Thiago, garçom baiano há dez anos na Itália, enquanto o clipe passa em uma tela ao fundo do restaurante em que trabalha – uma pizzaria perto da Piazza Navona.

Com 3 minutos e 39 segundos de duração, o clipe destila diversos clichês brasileiros: favela, futebol, vistas aéreas do Rio de Janeiro e dançarinas com pouca roupa. Vai, Malandra vem à memória, mas nota-se que algo falta e muitas outras coisas sobram.

O vídeo começa sobrevoando o Cristo Redentor e corta para uma partida de futebol: crianças se preparam para um jogo de futebol com Takagi & Ketra, que levam camisetas com brasão que remete ao do Palmeiras – uma referência ítalo-paulistana no coração do Rio de Janeiro.

Ao fundo, a favela Tavares Bastos, locação escolhida a dedo. Encravada na zona sul carioca, a comunidade caiu na graça dos turistas pela relativa segurança e pelo visual que oferece sobre a Baía de Guanabara, com o Pão de Açúcar ao fundo.

“Um agradecimento especial à comunidade Tavares Bastos e à sua gente por nos ter nos feito sentir em casa durante a gravação deste vídeo”, diz o texto em italiano.Na sequência, vem a frase em português: “Somos gratos pelo carinho demonstrado, ficamos com a pureza das crianças em nossos corações e desejamos saúde e sorte a todos”.

Com estreia marcada para o dia 18 de outubro, o filme “Legalize Já – A Amizade Nunca Morre” narrará a história de uma das bandas mais importantes do Brasil por meio da visão de Marcelo — que ainda não era D2 –, interpretado por Renato Góes, e Skunk, vivido por ícaro Silva.

Com estreia marcada para o dia 18 de outubro, o filme “Legalize Já – A Amizade Nunca Morre” narrará a história de uma das bandas mais importantes do Brasil por meio da visão de Marcelo — que ainda não era D2 –, interpretado por Renato Góes, e Skunk, vivido por Ícaro Silva. Na cena abaixo, exclusiva do UOL, a dupla conversa sobre artistas de rap dos Estados Unidos, como Run DMC e N.W.A., que foram precursores do movimento tempos antes do Planet Hemp soltar seus primeiros acordes nos palcos do Rio de Janeiro.
O longa é dirigido por Johnny Araújo e Gustavo Bonafé e tem roteiro assinado por Felipe Braga. O próprio Marcelo D2 acompanhou de perto a produção do longa-metragem. “O filme ‘Legalize Já’ não é só sobre maconha. É uma história de amor. É um grito de liberdade. Um pé na porta. É reconhecer que você tem o seu espaço no mundo. O mundo é meu, o mundo é seu. O mundo é de todos nós”, afirmou D2.

Gretchen está aproveitando uma nova temporada de eventos pelo Brasil para renovar seu repertório. A rainha da internet gravou nesta sexta-feira (21) com João Brasil. O DJ e produtor é conhecido pelo hit “Michael Douglas”, música eletrônica que virou meme ao fazer referência à droga sintética MD com o refrão “nunca mais eu vou dormir”.

Para o papel de Jackson Maine em “Nasce Uma Estrela”, filme que Bradley Cooper protagoniza ao lado de Lady Gaga, o ator teve um grande trabalho para criar o personagem. Além de dirigir o longa, ele passou horas em estúdio trabalhando nas canções e determinando o estilo que o músico teria no filme, como seria seu timbre e seu comportamento no palco.

Elettra Lamborghini, neta do fundador da icônica marca de automóveis e ex-participante do Big Brother Brasil 17, lançou nesta sexta-feira (21) o novo single “Mala”. Com uma pegada reggaeton, a faixa traz um ritmo dançante e um refrão pegajoso que pode funcionar bem nas baladas internacionais.

Atualmente em turnê de despedida dos palcos, o cantor Elton John assinou um acordo com a Universal Music Group para seu catálogo de músicas e para qualquer novo trabalho, assim como gerenciamento de carreira, propaganda e direitos de licenciamento, informou a companhia nesta sexta (21).

John Lennon e George Harrison são vistos em estúdio, gravando a faixa “How do You Sleep?”, em um vídeo inédito lançado nesta sexta-feira (21) para promover “Imagine – The Ultimate Collection”, edição especial do álbum solo de Lennon.

A cantora inglesa Dua Lipa resolveu mostrar sua opinião sobre as eleições brasileiras. Nesta sexta-feira, ela compartilhou um post no Twitter e usou a hashtag #EleNão, utilizada por eleitores contrários candidato Jair Bolsonaro (PSL).

A cantora gospel Marcela Taís sofreu um acidente de carro e foi hospitalizada. De acordo com comunicados em suas redes sociais, ela sofreu ferimentos nos membros inferiores e na cabeça e está em recuperação, após uma batida de carro que terminou com capotamento em Brasília.

Marion “Suge” Knight é um dos grandes nomes do rap norte-americano, conhecido principalmente por seu papel de empresário e cofundador da Death Row Records. Nesta quinta-feira, ele admitiu culpa e concordou em servir 28 anos de prisão por atropelar e matar um homem.

Mais de dois anos após a morte do ícone do pop Prince, o seu primeiro disco póstumo foi finalmente lançado nesta sexta-feira (21). Intitulado “Piano & A Microphone 1983”, a gravação foi encontrada no cofre de Prince em Paisley Park, sua residência e estúdio.

O Fresno surpreendeu em 2016, ao lançar um disco em que Caetano Veloso participava de uma canção. Nesta sexta-feira (21), a banda foi além na parceria e lançou ?Hoje Sou Trovão, parte 2?. O baiano novamente está no trabalho, que agora tem também o rapper Rashid e um clipe.

Chris Cornell deixou saudade em uma legião de fãs de seus trabalhos em bandas como Soundgarden e Audioslave. Nesta sexta-feira, uma nova canção do vocalista vem ao mundo: “When Bad Does Good” foi publicada nas plataformas de streaming e ganhou um lyric vídeo no Youtube.

Após circular o país de Norte a Sul, o Festival VillaMix chega a São Paulo neste sábado (22). Itinerante, o evento se tornou cativo no calendário não apenas dos fãs de sertanejo, mas de um público mais abrangente e misto, e aterrissa este ano no Autódromo de Interlagos, onde os organizadores esperam receber 40 mil pessoas.

“Não quero mais cantar meus versos mais amenos, a menos que antes seus direitos sejam plenos”, canta Paulinho Moska na música “Nenhum Direito a Menos”. Depois de 25 anos compondo baladas românticas “amenas”, o cantor e compositor extravasou seu descontentamento político no novo disco “Beleza e Medo” (o primeiro de inéditas em oito anos), que chega repleto de músicas politizadas.

Dianna de La Garza, mãe de Demi Lovato, falou pela primeira vez sobre a overdose sofrida pela cantora em julho. Em entrevista ao Newsmax TV, ela afirmou que ficou sabendo da notícia pelos sites da internet e mensagens que recebeu no celular. “Eu literalmente comecei a tremer agora ao lembrar o que aconteceu naquele dia”, disse.

Depois de uma pausa de três anos, o Groundation volta ao Brasil com novidades. Além da nova formação, a banda de reggae que soma 20 anos de carreira, apresentará as faixas do  álbum, “The Next Generation”, que chega às plataformas digitais nesta sexta (21).

A hora é agora. O tempo é hoje. Romulo Fróes insiste na ambição e seu trabalho mais recente, “O Disco das Horas”, é mais um passo largo na correria do artista em fazer diferença na música brasileira contemporânea. Já com 10 discos lançados desde 2005 (!!!), outros três com a banda Passo Torto, colaborações nos dois últimos da Elza Soares e um tanto de músicas gravadas por outros intérpretes, ele nunca escolhe o caminho fácil. O trabalho mais recente terá show de lançamento nesta sexta, dia 21/09, no Auditório Ibirapuera.

Não haverá venda de ingressos para o show fechado que a cantora Nicki Minaj fará no Credicard Hall, em São Paulo, no dia 26 de setembro. O primeiro show da americana no Brasil faz parte de um evento exclusivo para celebrar a parceria entre a operadora Vivo e a plataforma de streaming Tidal.

O Spotify está oferecendo aos músicos novas ferramentas para lançar canções sem gravadoras. A empresa informou em postagem de blog, na quinta-feira, que convidou algumas centenas de artistas independentes com atuação nos EUA a carregar músicas diretamente no serviço de streaming pago mais popular do mundo. Alguns deles, como o rapper Noname, de Chicago, e o DJ haitiano Michael Brun já testaram o recurso.

Fazer uma participação no filme “Mamma Mia: Lá Vamos Nós de Novo” fez Cher pegar gosto pela música do grupo ABBA. Agora a cantora e atriz está lançando um disco de covers de sucessos do grupo sueco e saindo em turnê para divulgá-lo.

Chico Buarque é o único brasileiro a disputar o prêmio principal de álbum do ano no Grammy Latino deste ano. Com o elogiado disco “Caravanas”, o compositor concorre ao lado de um superstar do reggaeton, o colombiano J. Balvin, que lidera as indicações com o disco “Vibras”.

Dickey Betts, guitarrista da Allman Brothers Band e um dos fundadores do grupo, sofreu um acidente doméstico nesta segunda-feira (17) e está hospitalizado desde então. A informação é da “Billboard” e a banda confirmou o caso em suas redes sociais, classificando-o como um “acidente bizarro”.

Desde que lançou o disco “Kamikaze”, no dia 31 de agosto, Eminem não sai dos holofotes. Considerado pelos fãs um álbum de retorno às origens, ele faz uma crítica nas letras à nova geração do hip-hop, citando Lil Yachty, Lil Pump e Lil Xan. Machine  Gun  Kelly, citado em “Not Alike” tomou as dores dos colegas e lançou uma resposta a altura, “Rap Devil”, que já acumula quase 100 milhões de visualizações no YouTube.

O início dos anos 2000 era de pura de efervescência para o rock. “Is This It” (2001), do Strokes, abriu caminho para o gênero se tornar “cool” de novo entre os jovens. Os anos seguintes foram tomados por lançamentos e hits de The Killers, Yeah Yeah Yeahs, Franz Ferdinand e Kings of Leon. Esta última, composta pelos irmãos — e um primo — da família Followill, é apontada por um artigo publicado na NME como responsável pelo início da derrocada dessa crescente que teve o indie rock naquela década.

O Rio de Janeiro foi escolhido como cenário do segundo DVD da carreira de Felipe Araújo. O cantor, que gravou na cidade em julho, lança nesta quinta-feira (20) a primeira metade do novo projeto “Por Inteiro”. O público carioca ainda é visto como um dos mais resistentes ao sertanejo, mas o artista garante não sentir essa barreira em seu trabalho, pelo contrário. “é o lugar do Brasil que eu tenho mais fãs e eles estavam carentes da minha presença. Não poderia ser outro lugar pra gravar esse DVD”, diz o goiano sobre a aposta.

Após 45 anos de estrada e mais de 100 milhões de álbuns vendidos, o Kiss anunciou oficialmente nesta quarta-feira (19) a turnê mundial de despedida da banda. A informação foi revelada após apresentação do grupo na final da 13ª temporada do “America’s Got Talent”.