A recente decisão tomada pelo rapper Kanye West de entregar sua vida a Jesus Cristo vem suscitando perguntas sobre a sinceridade do gesto, não apenas dele, mas de outras celebridades que declaram-se seguidoras do Evangelho. Para um teólogo, ninguém está além do alcance da Palavra de Deus.

O teólogo, escritor e palestrante John Stonestreet comentou a conversão de Kanye West no podcast Breakpoint, e revelou perguntas que tem recebido de seus ouvintes: “Depois de tudo o que esse cara fez, vou acreditar que ele agora é cristão?”.

Essa pergunta é feita por muitos diante de notícias sobre a conversão de celebridades. Em resposta, o teólogo expôs sua compreensão do assunto, dizendo que a maneira correta de enxergar os famosos convertidos é vê-los como pessoas sendo alcançadas pelo Evangelho.

“Das muitas conversões de celebridades que vimos ao longo dos anos, essa parece diferente para mim. Talvez porque hoje seja difícil identificar uma celebridade mais notória do que Kanye West. Ou talvez porque parte de sua notoriedade se deva a uma série de acrobacias publicitárias. É realmente difícil acreditar que é só mais um?”, ponderou.

John Stonestreet fez questão de salientar que o papel da Igreja de Cristo é cumprir o “Ide“: “Primeiro, devemos ter esperança. Ninguém está fora do alcance do Evangelho. […] E eis por que temos essa esperança: a manchete da conversão do Kanye e de qualquer notícia de conversão não é o convertido, mas o conversor. Não é Kanye, mas sim Cristo! No fim das contas, acredito que Cristo pode salvar Kanye pela mesma razão que Ele pode me salvar”, declarou.

O poder da mensagem do Evangelho também foi lembrado durante o podcast: “Como escreveu Paulo, mesmo que seja por alguém de quem somos céticos, Cristo ainda está sendo proclamado. E, neste caso, está sendo proclamado na cultura de uma maneira que não vimos ainda. A mensagem de Cristo carrega sua própria força inerente e não depende (graças a Deus) da força ou estabilidade do mensageiro”.

“Devemos ser sábios: há duas maneiras pelas quais os cristãos estabelecem o fracasso na conversão de celebridades. Primeiro, é esperar demais em pouco tempo. Consigo lembrar de mais de um atleta ou músico que, veio a Cristo em uma semana, e foi convidado a pregar na outra semana”, alertou John Stonestreet, lembrando que há um grupo de músicos e líderes evangélicos que buscam a fama acima do discipulado, e com isso “infectou a igreja de muitas maneiras”.

Em contraponto, o teólogo acredita ser um erro quando os cristãos olham para as celebridades recém-convertidas e dizem “se eles conseguirem, nós os aceitaremos na igreja”: “O problema disso, é claro, é que nenhum cristão pode sobreviver por muito tempo sem a Igreja. Nós precisamos da Igreja. Kanye precisa da Igreja para que sua fé se enraíze e continue a mudar sua vida”, concluiu.

As principais notícias gospel do Brasil e do mundo no portal pioneiro; Saiba tudo aqui sobre música gospel, evangélicos na política, ações missionárias e evangelísticas, projetos sociais, programas de TV, divulgação de eventos e muito mais.

No ar desde 2006, o canal de notícias gospel do portal Gospel+ é pioneiro no Brasil, sempre prezando pela qualidade da informação, com responsabilidade e respeito pelo leitor.

Facebook Comments