A Barraca do Beijo 2, a continuação do sucesso da Netflix de 2018, tem duas grandes adições ao elenco: Maisie Richardson-Sellers e Taylor Perez, que interpretam Chloe e Marco, respectivamente. Eles fazem parte de um triângulo (ou melhor, quarteto) amoroso com Elle (Joey King) e Noah (Jacob Elordi).

Maisie Richardson-Sellers revelou, em entrevista ao The Hollywood Reporter, qual foi o melhor e o pior momento de trabalhar na aguardada continuação do filme da Netflix. A atriz comentou que adorou que sua personagem Chloe sabe jogar sinuca e boa nadadora.

“Eu sempre quis jogar sinuca, ser uma boa jogadora de sinuca. E Chloe é incrível na piscina. Então eu treinei com esse jogador campeão de sinuca três vezes por semana. E chegou a hora de filmar a cena da piscina, e eu consegui fazer a coisa toda sem precisar de um dublê, arrasei em todas as cenas enquanto ainda me lembrava das minhas falas. Definitivamente, foi uma conquista para mim”, exaltou Richardson-Sellers.

Sobre o momento mais difícil durante as filmagens, a atriz revelou que ela e Joey King tiveram intoxicação alimentar ao mesmo tempo. “Esse foi definitivamente um desafio”.

A personagem de Maisie Richardson-Sellers, Chloe é uma universitária. Ela estuda em Harvard e acolhe Noah em seu grupo de amigos, quando ele vai para a faculdade. Britânica, inteligente, popular, viajante e belíssima, Chloe se torna uma ameaça para Elle, que está vivendo um relacionamento à distância com Noah. Será Noah e Chloe terão algo além da amizade?

A intérprete de Chloe em A Barraca do Beijo 2 começou a carreira de atriz nos palcos. E já chegou aos cinemas em grande estilo, em Star Wars: O Despertar da Força, contracenando com ninguém mais, ninguém menos que Carrie Fisher, a eterna e saudosa Princesa Leia. “O que poderia ter sido uma experiência realmente intimidadora” se transformou em algo “agradável”, lembrou ela, graças a Fisher.

A atriz britânica, desde então, é conhecida por seus papéis de Rebekah Mikaelson em The Originals e Charlie em Legends of Tomorrow. Ela também está expandindo seu alcance com a recém-lançada Barefaced Productions, uma empresa que se concentrará em contar histórias sobre pessoas de cor e a comunidade LGBTQIA+. Como tal, o primeiro projeto do banner é o curta-metragem Sunday’s Child, que se concentra em uma jovem estranha e isolada e em sua jornada para a auto-aceitação (Richardson-Sellers co-escreveu e dirigiu). Em seu mais recente show de atuação, The Kissing Booth 2, a auto-descrita “nerd” interpreta Chloe, uma estudante britânica que cresce perto de Noah (interpretada por Jacob Elordi). A Netflix começa a transmitir o filme, uma continuação da estreia de The Kissing Booth em 2018, em 24 de julho.

Comentários