O Corinthians está invicto no Paulistão e, diante do São Caetano, chegou à segunda vitória consecutiva no campeonato, algo que ainda não havia acontecido em 2021. Mas, paradoxalmente, a vitória por 1 a 0 no Anacleto Campanella traz mais receio do que empolgação ao torcedor.

Diante de uma das equipes mais fracas do Estadual, o Corinthians apresentou enormes dificuldades para criar e fez um jogo difícil de assistir.

Enquanto velhos problemas persistem, poucas novidades são vistas em relação à última temporada, a pior da década.

É verdade que Vagner Mancini tem lançado jovens aos poucos. Rodrigo Varanda foi titular pelo quarto jogo seguido, e Vitinho fez sua estreia como profissional diante do Azulão. Porém, a renovação vem a conta-gotas.

+ CLIQUE AQUI e veja as notas dos jogadores do Timão

Com mais de uma dezena de desfalques, o treinador preferiu mais uma vez improvisar em vez de lançar garotos. Foi assim com o zagueiro Bruno Méndez na lateral esquerda e também com o meia Otero, que cumpriu função de segundo volante.

Mesmo no decorrer da partida, as caras novas demoraram a aparecer. A primeira substituição foi realizada apenas aos 29 minutos do segundo tempo.

Mancini prioriza os resultados neste começo de Paulistão, com a premissa de que fica muito mais fácil dar chance a jovens quando as coisas vão bem e não em momentos de crise. Porém, a tão aguardada renovação da equipe pode levar mais tempo do que a Fiel gostaria.

+ Veja o que disse Mancini depois da partida

1 de 1 Mateus Vital disputa a bola no jogo contra o São Caetano — Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/ESTADÃO CONTEÚDO

Mateus Vital disputa a bola no jogo contra o São Caetano — Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/ESTADÃO CONTEÚDO

Leia também  Sampaio Corrêa empata com o Vitória e segue sem vencer na Copa do Nordeste

A análise da atuação diante do São Caetano não pode ser feita sem levar em consideração a péssima condição do gramado, que forçou erros de passes e dificultou o jogo de condução de bola de Mateus Vital e Luan.

Mesmo num duelo mais físico e de bolas longas, Jô não conseguiu se sobressair. Dias após frequentar um resort, em meio à pandemia, o atacante ganhou nova chance e pouco fez. Parece faltar mobilidade e potência ao veterano.

Como em muitos momentos da última temporada, o Corinthians concentrou sua criação ofensiva em Fagner. O lateral foi a principal válvula de escape da equipe, mas também o jogador que mais errou passes.

Desnorteado nos primeiros 20 minutos, o Timão se encontrou ao longo da partida e passou a sofrer menos sustos. Mas nem por isso jogou bem.

Estatísticas da partida – São Caetano x Corinthians

Posse de bola: 51% x 49%Finalizações: 7 x 9Passes certos: 316 x 261Passes errados: 87 x 76Desarmes: 22 x 15Faltas cometidas: 24 x 16

Quarta-feira, o Corinthians pode encontrar um cenário parecido diante do Salgueiro-PE, na estreia na Copa do Brasil. A diferença é que desta vez qualquer erro pode ser fatal e uma eventual derrota custará a eliminação do torneio.

close

🤞 Não perca nada!

Assine nossa newsletter e receba novidades e ofertas exclusivas!

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

Conheça o Desafio 19 dias!