Apoiador de Bolsonaro, Lacombe deixa a Band após intervenção

A Band anunciou na tarde desta quinta-feira (25) que Luís Ernesto Lacombe deixou a emissora. O apresentador ainda tinha contrato em vigor, mas foi surpreendido nesta manhã com a suspensão do Aqui na Band, programa que apresentava há pouco mais de um ano, inicialmente com Silvia Poppovic, dispensada em abril, e depois com Nathalia Batista.

Você pode ganhar de 2mil a 5mil reais vendendo geladinhos gourmet!

A direção da emissora decidiu intervir no matinal após uma edição que trouxe ao programa, na terça-feira (23), o blogueiro Allan dos Santos, investigado pela Polícia Federal no âmbito das fake news e das ameaças ao STF. A direção de jornalismo da casa, principal cartão de visitas da Band, se sentiu particularmente ultrajada com o espaço aberto a um personagem que vai na contramão da ética profissional dedicada à notícia.

Errou, portanto, quem apostou que a contratação de Mariana Godoy para o Aqui na Band seria plano arquivado diante da autonomia reivindicada por Vildomar Batista, diretor do programa. Ele mesmo, além de Lacombe e de Nathalia, foi surpreendido com a negociação entre a emissora e a jornalista para a atração que ele dirigia, com o agravante de que Mariana estaria chegando para ocupar o lugar de Nathalia, que vem a ser sua mulher.

Nathalia substituiu Silvia Poppovic, dispensada em abril, sob a alegação de corte de gastos. Lacombe, que por algumas vezes mostrou sua discordância política com Poppovic diante das câmeras, passou a fazer par com Nathalia em um discurso alinhado no apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

Na manhã desta quinta-feira (25), a direção da Bandeirantes surpreendeu toda a equipe do matinal com uma reprise e o cancelamento da edição programada para o dia. A informação foi publicada por Daniel Castro e Onara Gallo no site Notícias da TV.

Leia também  Aras a O Antagonista: “Estou sub judice”

A Band informa oficialmente apenas que o programa será reformulado, sem previsão de volta e de quem volta. Não há definições oficiais sobre os destinos de Nathalia e Vildomar Batista.

A Band negocia com Zeca Camargo, Ronnie Von, Edu Guedes e Dony De Nuccio para uma possível parceria com Mariana, mas o blog apurou que nada será definido enquanto o destino do Aqui na Band não for resolvido.

“A Band informa que o programa ‘Aqui na Band’ está passando por reformulações . Diante desse novo momento, o jornalista e apresentador Luís Ernesto Lacombe decidiu seguir novos caminhos. A Band agradece ao jornalista pelo trabalho sempre correto e bem-sucedido que ele desempenhou à frente do ‘Aqui na Band’ desde a sua estreia. As portas da emissora permanecem sempre abertas para ele”

O tom editorial assumido pelo Aqui na Band desagradou a direção da casa e, em especial, ao departamento de jornalismo, comandado por Fernando Mitre e Rodolfo Schneider. Já no início de maio, sem Poppovic para fazer contraponto às opiniões de Lacombe, o programa exibiu uma edição que propunha discutir “Quem tentou matar Jair Bolsonaro?”, sobre o caso Adélio Bispo, autor da facada no então candidato à presidência, corroborando a suspeita do próprio presidente e de seus apoiadores de que as investigações policiais foram inconclusivas.

Episódios como aquele vinham dando um tom desequilibrado à atração, que já estava sob ameaça de reforma, conforme relatou o colunista Flávio Ricco, do R7, no dia 19, em acordo com o que esta signatária também ouviu por ocasião da negociação com Mariana Godoy. A Band poderia promover a troca de comando apenas quando o novo formato estivesse definido, mas não foi possível esperar mais e a direção decidiu apelar para reprises, até decidir o que fazer com o programa.

Leia também  Novela 'Amor de Mãe': Camila rejeita a mãe biológica no primeiro encontro. Saiba

A gota d’água veio anteontem, terça-feira (23), quando Allan Santos, titular do site Terça Livre, investigado pela Polícia Federal no âmbito das fake news e das ameaças ao STF, foi convidado a participar do Aqui na Band. No Twitter, o sempre discreto Mitre publicou quais eram os programas sob alçada sua e de Rodolfo Schneider, sem mencionar o título apresentado por Lacombe e esclarecendo: “Para os muitos que me perguntaram”. Nos comentários, não faltou quem endossasse as intenções do diretor, alertando para o risco de perda de credibilidade representado pela presença do blogueiro no programa.

Além de o presidente ter dado entrevistas exclusivas a José Luiz Datena em várias ocasiões, a Band pertence a um grupo que endossa a política do agronegócio, como mostrou o presidente do grupo, Johnny Saad, na inauguração do novo canal da casa, o AgroMais, segunda-feira (22), em Brasília, com a presença de Jair Bolsonaro. Em tom muito afável, Saad defendeu os cuidados dos empresários do ramo, como ele,  alegando que os brasileiros não aram mais a terra, “cultivamos em cima, mantendo a palhada da última colheita”. “Então”, continuou, “não há degradação do solo. A Europa, os Estados Unidos, com todos os subsídios que têm, têm dificuldade dificuldade de competir com o Brasil e é por isso que brigam tanto conosco”, disse ele.

A credibilidade do jornalismo da casa, no entanto, não foi submetida em nenhum momento à subserviência demonstrada por SBT, Record e RedeTV! ao atual governo. Apesar de não ter o mesmo fôlego da Globo para bater de frente com as decisões equivocadas deste governo e fazer as devidas cobranças ao poder público, a Band tampouco pretende comprar briga com os demais poderes.

Leia também  Ponte Preta x Palmeiras: veja onde assistir, escalações, desfalques e arbitragem

Trazer Allan dos Santos ao foco da emissora pareceu claramente uma afronta aos ministros do STF, que dedicam à Band uma credibilidade já perdida por SBT e Record, sem dizer que o teor político nem é o propósito central de um programa de variedades matinal que serve dicas de saúde, culinária, comportamento e alguma fofoca.