Recuperação é a palavra de ordem para Atlético-MG e Flamengo. Os dois times se enfrentam neste domingo, às 18h15 (de Brasília), no Mineirão, na abertura do returno do Campeonato Brasileiro, tentando se reabilitar na competição.

No G-4 do Brasileirão, o Galo vem de derrota por 3 a 0 para o Palmeiras, em São Paulo. Com o tropeço, o Atlético-MG completou quatro partidas sem vencer no campeonato, o que gerou protesto de parte da torcida. Se derrotar o Flamengo, neste domingo, e o Internacional perder para o Coritiba, o Galo pode reassumir a ponta do Brasileiro.

O Flamengo entra em campo não somente pensando na tabela, mas para, enfim, demonstrar força contra um adversário direto. No primeiro turno, o time de Domènec Torrent perdeu para o próprio Atlético-MG e para o São Paulo, no Maracanã, e somente empatou no fim contra o Colorado em Porto Alegre.

Esse retrospecto passa diretamente pelo desempenho ruim da defesa, que sofreu 34 gols em 25 jogos com o treinador espanhol. Com 35 pontos, dez vitórias e saldo oito, os cariocas iniciam a rodada na segunda colocação e dependem de um tropeço do Inter em jogo às 16h para ter chances de assumir a ponta pela primeira vez em 2020.

A principal novidade na equipe é o retorno do atacante Keno, que cumpriu suspensão na derrota para o Palmeiras. Outra mudança pode ser a volta de Eduardo Sasha ao setor ofensivo. O jogador ficou no banco na última rodada. Quem está suspenso é o técnico Jorge Sampaoli, que levou o terceiro amarelo. O auxiliar Jorge Desio dirige a equipe do banco de reservas, neste domingo, no Mineirão.

Domènec Torrent tem a missão de diminuir os erros defensivos do Flamengo e para isso tem a volta de Natan na zaga. O jovem de 19 anos e Isla devem ser as únicas mudanças do espanhol em relação ao time que começou a partida contra o Athletico-PR, quarta-feira, pela Copa do Brasil. Do meio para frente, o time funcionou bem e será mantido com o trio de volantes dando suporte para Everton Ribeiro, Pedro e Bruno Henrique.

Comentários