As bolsas internacionais operam voláteis nesta quarta-feira (4), sem uma direção única, em meio a indefinição eleitoral nos Estados Unidos após o presidente Donald Trump declarar vitória e afirmar que irá a Suprema Corte mesmo com Joe Biden à frente nas projeções de delegados no colégio eleitoral.

Às 7h40 (horário de Brasília), o índice FTSEEurofirst 300 subia 0,19%, a 1.381 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhava 0,15%, a 357 pontos, depois de ter chegado a cair 1,3%.

Nos EUA, os futuros dos índices acionários dos Estados Unidos tinham forte volatilidade nesta quarta-feira. Os e-minis do S&P chegaram a cair 1,15% mais cedo, recuperando-se com alta de 1,3% e voltando a recuar em seguida.

Na Ásia, os principais índices acionários fecharam em alta nesta quarta-feira. Na China, o índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 10,76%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,19%.

Trump venceu na Flórida, mas Biden demonstrou confiança de que vencerá a eleição ao levar alguns Estados decisivos, embora a contagem possa se prolongar por horas ou dias lá.

Ampliando as incertezas, Trump declarou vitória na eleição presidencial norte-americana, apesar de os resultados ainda não estarem claros, e disse que irá à Suprema Corte para lutar pela vitória se necessário.

Os setores de bancos, petróleo e gás e mineração caíram mais de 1,5% depois de liderarem os ganhos nos mercados, conforme os investidores desfaziam as apostas de uma vitória de Biden que poderia sustentar setores sensíveis ao crescimento, destaca a Reuters.

Comentários