Capitão da Chapecoense, coube a Alan Ruschel levantar a taça da Série B do Campeonato Brasileiro tão desejada pela torcida e jogadores do clube alviverde. A cena emocionante ocorreu na noite desta sexta-feira, na Arena Condá, depois da vitória do Verdão do Oeste sobre o Confiança por 3 a 1.

Após o apito final do árbitro Anderson Daronco, o lateral-esquerdo não escondeu a alegria com a conquista. Em entrevista ao repórter Eduardo Florão, do Premiere, ele, que é um dos sobreviventes do acidente aéreo em novembro de 2016, falou sobre o feito e também desabafou pedindo mais respeito.

– Quero agradecer a Deus pela oportunidade. A gente sabe que não foi fácil por tudo que enfrentamos, dificuldade salarial, pessoal que chegou agora tem oito meses, pessoal que ficou 18 meses com atrasados. Eu não sei se vou permanecer, mas disse que levaria esse grupo para sempre, assim como levo o grupo de 2016. Fico feliz de ter gravado mais uma vez meu nome na história no clube. Alguns aqui de Chapecó precisam me respeitar, porque atrás do jogador tem o ser humano – disse.

1 de 2 Jogadores da Chapecoense comemoram título da Série B — Foto: Tarla Wolski/Futura Press

Jogadores da Chapecoense comemoram título da Série B — Foto: Tarla Wolski/Futura Press

+ Leia mais notícias da Chapecoense

A conquista do título inédito foi definida no saldo de gols. Isso porque, o time catarinense empatou com o América-MG em número de pontos (73 cada), mas o gol anotado por Anselmo Ramon, aos 51 minutos do segundo tempo, em cobrança de pênalti, desempatou a disputa. No fim, a Chape ficou com um a mais (21 contra 20).

Leia também  Rodolffo brinca com Juliette durante Prova do Líder Fiat, e Gilberto sugere: 'Dá um beijão' | casa BBB
close

🤞 Não perca nada!

Assine nossa newsletter e receba novidades e ofertas exclusivas!

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

Conheça o Desafio 19 dias!