O Campeonato Equatoriano foi o centro das atenções de três torcidas brasileiras no último fim de semana. De lá saem os próximos rivais de Santos, Flamengo e São Paulo pela Libertadores, e dois deles se enfrentaram: a LDU, que encara o Tricolor, venceu o Barcelona de Guayaquil. Um triunfo polêmico, segundo os derrotados. Mas o radar do GloboEsporte.com vai além do Equador.

Entre os cinco rivais estrangeiros dos representantes brasileiros na Libertadores nesta semana, apenas LDU e Colo-Colo venceram. Depois de encerrar negociações com Luiz Felipe Scolari, o time botou fim também a um jejum antes de enfrentar o Athletico-PR. Adversário do Palmeiras, o Guaraní-PAR está em boa fase, mas só empatou.

O Delfín desembarcou em Santos no domingo passado depois de mais uma derrota na temporada. Em seis jogos disputados em 2020, a equipe equatoriana venceu apenas um, perdeu três e empatou dois, incluindo a disputa da Supercopa do Equador – perdeu nos pênaltis para a LDU.

O Guaraní empatou em casa com o Sol de América por 1 a 1, no sábado passado, pela oitava rodada do Apertura do Campeonato Paraguaio e viu interrompida uma sequência de cinco vitórias seguidas. A equipe, que eliminou o Corinthians na fase prévia da Libertadores, tem 14 jogos em 2020, com 10 triunfos oficiais.

A derrota para o Alvinegro paulista no jogo de volta do torneio continental é a sua única derrota em campo na temporada. No entanto, por ter escalado mais estrangeiros que o permitido, o triunfo por 4 a 2 sobre o Olimpia, pelo Paraguaio, foi invalidado. O rival ficou com os pontos da vitória.

Com gol nos últimos minutos, o Colo-Colo venceu o La Serena por 2 a 1 no sábado passado e encerrou uma sequência de seis jogos sem vencer. O próximo rival do Athletico-PR está sem técnico há duas partidas, desde a demissão de Mario Salas.

Diretores do Cacique estiveram no Brasil para tentar fechar com Luiz Felipe Scolari. A negociação com o campeão mundial, no entanto, foi encerrada. O presidente do clube, Aníbal Mosa, ficou sabendo da recusa ao convite do Colo-Colo durante a partida com o La Serena. O ex-treinador do Palmeiras e da Seleção não chegou a um acordo financeiro com o time. Gualberto Jara está comandando a equipe interinamente.

Una razón de peso tuvo Luiz Felipe Scolari para rechazar a @colocolooficial ❌ El entrenador de 69 años avisó este sábado, tras la victoria alba 2-1 sobre @cdlsoficial, que no aceptó la propuesta de los dirigentes de Blanco y Negro. En diálogo con @cdf.cl, el representante Jorge Machado aseguró que alejarse de su núcleo familiar es un fundamento importante para no trasladarse a Chile. . Todas las declaraciones del empresario brasileño las puedes leer en el remozado www.cdf.cl 📲💻🖥

Depois de vitórias convincentes na fase prévia da Libertadores, o Barcelona de Guayaquil chega em baixa para o confronto contra o Flamengo. Perdeu na estreia da fase de grupos para o Independiente del Valle por 3 a 0 e, no sábado passado, caiu para a LDU, em Quito, por 2 a 1.

O confronto contra o próximo adversário do São Paulo gerou polêmicas e trocas de acusações. Após a partida, o técnico Fabián Bustos reclamou da arbitragem e disse que “foi roubado” no Casablanca. A Liga de Quito reagiu e soltou uma nota repudiando as declarações do treinador do Barcelona.

#VideosLaRed | Fabián Bustos, DT @BarcelonaSC: “El fútbol es de goles y nosotros erramos un penal. Nos duele lo qué pasó en la cancha. Nos robaron una vez más” #DesdeLasCanchasEc pic.twitter.com/UptBVBd8I6

Depois de passar por cima dos reservas do River Plate na estreia da Libertadores, a LDU superou o Barcelona de Guayaquil, por 2 a 1, em clássico equatoriano disputado no último sábado no Casablanca. A Liga de Quito lidera o campeonato local e tem apenas uma derrota em seis jogos disputados em 2020.

Comentários