A disputa foi acirrada. O Acadêmicos do Tatuapé liderou a maior parte do tempo, mas sucumbiu ao final da leitura do último quesito (bateria) com o quarto lugar. A Mancha Verde (2º lugar) e a Mocidade Alegre (3º lugar) subiram no pódio.

A apuração deste ano também foi marcada pelo descarte das notas dadas por um dos jurados no quesito alegoria. Segundo a Liga das Escolas de Samba de São Paulo, o jurado apresentou um comportamento inadequado durante o desfile.

O samba-enredo da escola exaltou a evolução do conhecimento humano desde o surgimento do homem ao futuro mais parecido com aqueles dos filmes de ficção científica. Também rendeu homenagem ao educador Paulo Freire.

Com o título “O Poder do Saber – Se saber é poder… Quem sabe faz a hora, não espera acontecer”, o samba-enredo não foi tão bem recebido pelo público quanto os sambas da Gaviões da Fiel e da Mocidade Alegre.

Um dos usos perversos do saber, segundo a escola, foi a criação das bombas atômicas. A escola levou para a avenida uma alegoria em que criticava a destruição da cidade de Hiroshima por uma ogiva nuclear americana em 1945.

O carnavalesco Sydnei França fez sua estreia na Águia neste ano, mas tem larga experiência no mundo do Carnaval, com 11 desfiles na Mocidade Alegre e em outras agremiações como Gaviões da Fiel e Unidos de Vila Maria.

Musa da Águia de Ouro, a modelo Tati Minerato disse que ficou emocionada com o título inédito de sua escola. “Eu sou pé quente. O nosso desfile foi demais”, afirmou. “Desde o momento que eu pisei o pé na concentração, senti uma coisa diferente. A escola estava muito afiada.”

Uma das surpresas da apuração foi o resultado obtido pela Gaviões da Fiel: 11º lugar. A escola da rainha de bateria Sabrina Sato cantou o amor num samba em comemoração aos 50 anos de sua torcida.

Leia também  Francisco Cuoco relembra desejo em cenas de beijo: 'É atiçar com o fogo muito perto do fogo' | Conversa com Bial

Assinado por Paulo Barros, carnavalesco que fez sua estreia no Anhembi neste ano e ficou conhecido por inovar o jeito de se fazer Carnaval de avenida, o espetáculo da Gaviões alcançou 268,7 pontos —a apenas 0,3 ponto da X-9 Paulistana, que foi rebaixada junto com a Pérola Negra.

Você já conhece as vantagens de ser assinante da Folha? Além de ter acesso a reportagens e colunas, você conta com newsletters exclusivas (conheça aqui). Também pode baixar nosso aplicativo gratuito na Apple Store ou na Google Play para receber alertas das principais notícias do dia. A sua assinatura nos ajuda a fazer um jornalismo independente e de qualidade. Obrigado!

Mais de 180 reportagens e análises publicadas a cada dia. Um time com mais de 120 colunistas. Um jornalismo profissional que fiscaliza o poder público, veicula notícias proveitosas e inspiradoras, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

Copyright Folha de S.Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress.

Comentários