Com um golaço de voleio de Pedro Raul aos 48 minutos do segundo tempo e outro de Gabigol cobrando pênalti no último lance, Flamengo e Botafogo ficaram no empate por 1 a 1 em um clássico de acréscimos animados pela quinta rodada do Brasileirão, hoje, no Maracanã. O Rubro-Negro ainda chegou a ter um gol de Gabriel anulado pelo VAR no segundo tempo.Com o resultado, o Botafogo soma seis pontos no Brasileirão. O time está invicto, agora com três empates e uma vitória. O Flamengo se afasta da zona de rebaixamento, com cinco pontos. O time de Dome tem apenas uma vitória neste Brasileiro.

O próximo compromisso do Botafogo é na quarta-feira (26), quando enfrentará o Paraná pela terceira fase da Copa do Brasil. Já o Flamengo terá uma semana de descanso antes de enfrentar o Santos, no domingo que vem, pela sexta rodada do Brasileirão.

Jogador mais participativo do Botafogo, Luís Henrique foi responsável pela maioria das idas alvinegras ao gol. O camisa 7 deixou os companheiros em pelo menos três oportunidades de finalizar. Ele mesmo também teve a sua chance no primeiro tempo, mas acabou isolando.

Rodrigo Caio foi mais faltoso que eficiente no clássico no Maracanã. Com apenas sete minutos de jogo, já havia feito falta em Matheus Babi. No segundo tempo, fez entrada dura em Bruno Nazário, que resultou em cartão amarelo. Alguns minutos depois, o zagueiro flamenguista reclamou de dores, obrigando Domenec a fazer sua primeira substituição, colocando Thuler em seu lugar.

Os primeiros 25 minutos do jogo foram bem favoráveis ao Flamengo. Bem no começo da partida, Vuaden chegou a consultar o VAR por conta de um possível pênalti ao Rubro Negro, mas nada foi marcado. A melhor oportunidade flamenguista veio aos 23 minutos, quando Pedro Rocha cruzou para Bruno Henrique cabecear à queima-roupa, obrigando Gatito a fazer grande defesa.

A partir daí, o contra-ataque do Botafogo começou em encaixar e o time cresceu no jogo. Responsável pela boa velocidade do Alvinegro, Luís Henrique teve uma grande chance, mas acabou isolando a bola. Pouco depois, o ponta encontrou Honda, mas sua bola colocada passou à esquerda do gol.

O bom ritmo empregado pelos dois times caiu na segunda etapa, principalmente após as substituições. A primeira finalização e escanteio veio apenas aos 22 minutos, quando Luís Henrique ajeitou para Pedro Raul chutar, mas a bola desviou em Thuler. O Flamengo chegou a abrir o placar aos 30 minutos, com Gabriel empurrando para o gol vazio, mas o VAR flagrou um toque de mão de Bruno Henrique e anulou o lance.

Tudo que não aconteceu durante os 45 minutos, rolou nos seis minutos de acréscimos dados pelo Vuaden. Aos 48, Pedro Raul marcou um golaço e abriu o placar para o Botafogo. Na sequência, Gabigol ainda acertou a trave e perdeu a chance de empatar. Aos 52, já depois do tempo previsto, o VAR flagra um toque de mão de Marcelo Benevenuto e Gabriel marca de pênalti no último lance da partida.

Nas redes sociais, os torcedores do Botafogo pediram o retorno da tipoia no braço de Paulo Autuori. O treinador passou por uma cirurgia no ombro direito e a tipoia usada por ele nas últimas semanas virou uma espécie de “amuleto” entre os torcedores. O time estava invicto no Brasileirão.

Voltaria no intervalo: Barcelos na esquerda, Forster de primeiro volante, Caio e Guilherme completando o trio central. E, claro, Autuori nao pode se esquecer da tipoia!

FICHA TÉCNICAFLAMENGO 1 X 1 BOTAFOGOCompetição: Campeonato Brasileiro (5ª rodada)Data: 23/08/2020Hora: 11h (de Brasília)Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)Assistentes: Rafael da Silva Alves e Lucio Beiersdorf Flor (ambos do RS)VAR: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Flamengo: Diego Alves; Matheuzinho, Rodrigo Caio (Thuler), Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão, Diego (Thiago Maia) e Everton Ribeiro (Pedro); Pedro Rocha (Vitinho), Bruno Henrique e Gabriel. Técnico: Domenec Torrent.

Botafogo: Gatito Fernández; Kevin (Barrandeguy), Marcelo Benevenuto, Kanu e Rafael Forster (Pedro Raúl); Caio Alexandre (Danilo Barcelos), Honda (Luiz Otávio) e Bruno Nazário; Guilherme Santos, Luís Henrique e Matheus Babi (Rhuan). Técnico: Paulo Autuori.

Culto, Fernando Diniz recorreu até ao escritor espanhol Miguel de Cervantes para explicar que não pretende ficar preso apenas a um estilo de jogo no São Paulo. Após a vitória por 1 a 0 sobre o Sport, o treinador, conhecido por defender o toque de bola, falou em sua coletiva sobre a postura mais pragmática do Tricolor paulista.

Ceará e Bahia se enfrentaram na noite de domingo (23), no Castelão (CE), pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro 2020. O jogo terminou com vitória do Vozão por 2 a 0, com gols de Cléber e Mateus Gonçalves.

O São Paulo precisou resistir à pressão do Sport para sair com os três pontos da Ilha do Retiro. No segundo tempo, a equipe da casa teve mais oportunidades. Já o Tricolor paulista explorou os contragolpes e garantiu o 1 a 0 no placar. O lateral esquerdo Reinaldo admitiu a queda de rendimento do time nos últimos 45 minutos.

O São Paulo pode respirar um pouco mais tranquilo no Brasileirão. Hoje (23), na Ilha do Retiro, em Recife, o Tricolor paulista derrotou o Sport por 1 a 0. Por causa de um início de campeonato inconstante, o técnico Fernando Diniz já era bastante questionado no cargo. Pablo, logo no início do confronto, aos cinco minutos, abriu o placar.

Comentários