O técnico Cuca busca soluções caseiras e dá chance para jogadores das categorias de base, mas não descarta novos reforços no Santos e vê esforço do presidente José Carlos Peres.

O Peixe está impossibilitado de contratar pela Fifa por conta de dívida de cerca de R$ 24 milhões com o Hamburgo, da Alemanha, pela contratação de Cleber Reis em 2016.

O Alvinegro busca acordo com o Hamburgo e possui outros débitos, como com o Huachipato (CHI) por Yeferson Soteldo e Atlético Nacional (COL) por Felipe Aguilar.

“Para reforçar a equipe precisamos ter condição. E não temos, eu sei disso, não vou reclamar. Sabia quando vim. Podemos, de repente, conseguir uma verba, colocar as coisas em dia. Presidente está firme em cima disso. E aí pode reforçar”, disse Cuca.

“Difícil fazer Brasileirão com muitos meninos ao mesmo tempo. Com mais jogadores experientes, isso se faz com mais naturalidade. E se não for possível, vamos trabalhar com a base sem problema nenhum, sem passar responsabilidade para eles na derrota. Corrigir, trabalhar quando houver tempo e que evoluam no sistema”, completou.

Ivonei, por exemplo, estreou como jogador profissional do Santos na derrota por 2 a 0 para o Internacional. O Peixe voltará a campo para enfrentar o Athletico-PR, no domingo, na Vila Belmiro, pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Comentários