O deputado do Novo Alexis Fonteyne é um dos 175 deputados que assinaram o requerimento, protocolado ontem, de criação de uma CPI para investigar as mensagens roubadas por hackers e, a partir delas, atacar a Lava Jato.

Ele disse a O Antagonista que está tentando retirar o apoio, mas o regimento da Casa não permite esse recuo após o pedido ter sido protocolado.

“Assinei dentro de um contexto. Não é que eu seja contra a Lava Jato. Estava conversando com o Orlando Silva sobre reforma tributária e ele me solicitou para assinar essa CPI. Disse que só assinava se fosse para investigar o vazamento das mensagens, a origem, ir atrás do dinheiro. Ele se comprometeu comigo que a CPI teria esse alcance. Hoje, vi que o objetivo é mais focado na Lava Jato.”

Perguntamos se foi um autoengano ou se ele se sentiu enganado.

“Foi, digamos, uma inocência da minha parte. Não houve má-fé, não me sinto enganado.”

Os autores do pedido são André Figueiredo (PDT), Alessandro Molon (PSB), Daniel Almeida (PC do B), Ivan Valente (PSOL), Jandira Feghali (PC do B), Orlando Silva (PC do B), Paulo Pimenta (PT) e Tadeu Alencar (PSB). Leia mais aqui.

Comentários

Deixe uma resposta

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

entre para o Desafio 19 dias