De acordo com a Polícia Civil, Elizeu Amaraes Gomes, de 38 anos, instalava aparelhos de ar-condicionado e outras fiações quando foi atingido por um choque. A polícia não informou se ele usava equipamentos de proteção durante o trabalho.

Em relação ao acidente que vitimou um colaborador da Construtora Avance prestadora de serviço à Seduc, na Escola Estadual Zelia no Jardim Presidente, a Secretaria de Estado de Educação informa que:

O colaborador dispõe de um seguro que cobre os serviços funerários e um seguro de obra feito pela Avance para seus colaboradores que chega a R$ 200 mil de indenização à família em caso de óbito.

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

entre para o Desafio 19 dias