A novidade permite ao remetente indicar um endereço alternativo ao destinatário para a entrega da encomenda. Mas atenção: o endereço indicado só pode ser uma das duas casas à direita, à esquerda ou à frente do endereço principal. Em prédios, qualquer apartamento pode ser indicado para recebimento.

Segundo a estatal, a opção não tem custo adicional e está disponível para todo o país, não altera o prazo da entrega e é registrada no sistema de rastreamento. A funcionalidade, porém, atende apenas a encomendas via SEDEX e PAC.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram. Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas. Mais podcasts do UOL no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas

Comentários