O Ministério da Economia publicou hoje uma portaria que libera R$ 600 milhões para destravar obras do Programa de Aceleração do Crescimento, registra a Folha.

Desse total, segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional, R$ 443 milhões serão destinados ao Minha Casa, Minha Vida. O dinheiro deve ajudar a aliviar os atrasos no programa.

A CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção) afirma que as dívidas, que têm mais de 60 dias, superam os R$ 500 milhões –o que, de acordo com a entidade, afeta 600 empresas e 200 mil trabalhadores.

“Não é o suficiente, não deve resolver 100% do atraso. Mas dá um fôlego. Quando chegar em outubro e novembro, temos que ver novamente”, afirmou José Carlos Martins, presidente da CBIC.

Comentários

Deixe uma resposta

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

entre para o Desafio 19 dias