Nesta segunda-feira, ele postou um longo texto em suas redes sociais comemorando a marca. O meia do Santos destaca que ser jogador de futebol profissional no Brasil não é fácil, mas deixa o recado um recado para quem tem esse sonho.

– Vá em busca dos seus sonhos. Lute, tente, ouça um não e corra atrás do sim. Faça tudo com o mesmo prazer e vontade. Erre, acerte, insista. Por 250 vezes, eu repeti essa rotina, e, hoje, posso dizer que realizei o meu sonho – diz um trecho da publicação.

Craque do Paulistão no ano passado, Jean Mota foi titular pela primeira vez em 2020 no último domingo, em sua quinta partida na temporada. Ele deve voltar a ser opção no banco contra a Ponte Preta, nesta quinta-feira, às 21h30, válido pelas quartas de final do estadual, já que Carlos Sánchez volta de suspensão.

Ser um jogador de futebol no Brasil não é tarefa das mais simples. Entre milhões de jovens garotos e garotas que buscam uma carreira profissional, são poucos os que conseguem. Não é fácil. E quem consegue, ainda precisa lidar com a pressão do dia a dia, do condicionamento, família, clube, imprensa… Não é fácil. Também não é simples a rotina exaustiva de treinamentos para estar sempre na melhor forma possível, de entrar em campo duas vezes por semana, de disputar campeonatos duríssimos, de vencer, empatar, perder, de lutar todos os dias para manter aquele sonho vivo… Não é fácil. Ser um jogador de futebol no Brasil não é tarefa das mais simples. Mas com certeza é das mais prazerosas. A dificuldade faz parte de qualquer profissão e da vida de todos nós, cada uma com suas nuances. E a rotina dura é necessária para que você nunca se acomode e sempre busque o melhor. A pressão existe e a pressão ajuda. Não é fácil, mas não há nada melhor. Por 250 vezes em minha carreira, eu subi aos gramados como um jogador profissional. E sempre terei em mente que por 250 vezes, eu subi os degraus que levavam do vestiário ao campo com a plena certeza de que não estou trabalhando, estou vivendo o meu sonho. Com as camisas da Portuguesa, do Fortaleza e do Santos, vivi e vivo o sonho que tantos jovens ainda não conseguiram atingir. Por 250 vezes, e por muitas mais que ainda estão por vir, fui feliz. Esse texto não é apenas uma forma de celebrar essa marca tão importante em minha carreira, mas também deixar um recado para você que está lendo e tem esse sonho que eu tive quando jovem. Eu consegui e você também pode. Vá em busca dos seus sonhos. Lute, tente, ouça um não e corra atrás do sim. Faça tudo com o mesmo prazer e vontade. Erre, acerte, insista. Por 250 vezes, eu repeti essa mesma rotina, e, hoje, posso dizer que realizei o meu sonho. Obrigado, Portuguesa! Obrigado, Fortaleza! Obrigado, Santos! Meu eterno agradecimento por me ajudarem a ser 250 vezes mais feliz. #GlóriaaDeus💙🙏

Comentários