Moto G8 e Moto G8 Power são os novos celulares com ficha técnica intermediária da Motorola. Pelo preço sugerido de R$ 1.299 e R$ 1.599, respectivamente, o consumidor leva para casa o smartphone com tela de 6,4 polegadas, chip Snapdragon 665 e Android 10. Os lançamentos desta quinta-feira (05) completam a linha G8, iniciada em 2019 com a chegada do Moto G8 Play e do Moto G8 Plus.

O engenheiro de produto da Motorola, Thiago Masuchette, explica ao TechTudo que o G8 não vem com sensor de profundidade. Em vez disso, a câmera macro traz a tecnologia para gerar o popular efeito retrato nas fotos.

Cabe lembrar que a câmera macro começa a ganhar terreno no país. Celulares com o recurso permitem ao usuário capturar maiores detalhes quando fotografam objetos de perto. Por exemplo, as fibras de um tecido.

O processador Snapdragon 665 ganha destaque na ficha técnica intermediária. Com oito núcleos, ele alcança velocidade máxima de 2,0 GHz e funciona em conjunto com a memória RAM de 4 GB. São 64 GB de armazenamento e suporte a cartão microSD.

O já mencionado display de 6,4 polegadas tem painel LCD e oferece resolução HD+. Para completar as especificações de hardware, a bateria de 4.000 mAh com promessa de autonomia superior a um dia.

Power se traduz como “energia” em português. Esta é a proposta do Moto G8 Power, mais energia para dar conta de dois dias longe da tomada, de acordo com a Motorola. A bateria do smartphone traz 5.000 mAh, componente em linha com outros celulares cuja proposta é mais tempo de carga.

A câmera teleobjetiva é indicada para retratos de pessoas, pois possibilita zoom de 2x em relação à câmera principal. Consumidores terão à disposição também a câmera frontal de 16 MP (f/2.0).

Tanto o novo G8 quanto o G8 Power rodam Android 10, sistema mais recente liberado pelo Google. Futuros proprietários vão perceber que os botões virtuais de retornar à tela principal, voltar e intercalar apps foram substituídos. Agora, a Motorola implementa um sistema de controle por gestos parecido com o da Apple no iPhone.

Já a função Gametime inclui ajustes para bloquear notificações e chamadas durante a execução de games. Masuchette reconhece que os modelos não são voltados para o público gamer, mas explica que o recurso foi desenvolvido pela equipe da Motorola. Por enquanto, o Gametime está presente apenas no Moto G8. A versão Power receberá a função em breve via atualização de software.

Comentários