O novo líder do governo no Congresso, senador Eduardo Gomes (MDB), disse à Agência Senado que há “números fortes” para aprovar as reformas, que devem se estender para 2020.

“Junto com o benefício da reforma da Previdência, que é a recuperação da economia, outras medidas importantes serão cobradas pela população para criar um ambiente de crescimento. O calendário não se esgota este ano, acredito que vamos ter trabalho também no primeiro semestre do próximo.”

Sobre a agenda pós-Previdência, ele acrescentou:

“A próxima reforma vai depender dos presidentes da Câmara e do Senado, que fazem a pauta, e da percepção dos líderes. A visão majoritária de prioridade só fica consistente depois. Mais do que isso seria tentar adivinhar.”

Comentários

Deixe uma resposta

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

entre para o Desafio 19 dias