O Grêmio não pretende se desfazer do atacante Pepê antes do final da atual temporada, em fevereiro de 2021. O jogador de 23 anos está na mira do Wolverhampton, da Inglaterra, conforme noticiou o ge. Os ingleses sinalizaram com uma oferta considerada boa, mas querem o atacante imediatamente, contrariando os interesses do Tricolor.

Pepê acabou de assumir a titularidade no time de Renato Gaúcho após a venda de Everton para o Benfica, de Portugal. A ideia do Grêmio é que tenha continuidade na posição, para dar retorno ao clube em campo, além de se valorizar ainda mais. O presidente Romildo Bolzan Júnior falou sobre a situação em entrevista coletiva nesta quarta-feira, em Salvador.

– Se depender de mim, sim (fica). Já tivemos consultas e dissemos que ele não sai este ano. Mas ninguém quer trancar porta de ninguém. Depositamos lá atrás uma enorme confiança (no jogador). Fizemos de tudo para dar a ele essa condição que ele tem hoje no futebol brasileiro e mundial. É diferenciado, rápido, finaliza, tem enfrentamento corpo a corpo. Não é de graça que vários clubes têm interesse. Se depender de mim, Pepê fica conosco até o fim da temporada – disse Romildo.

O representante do atacante, Adriano Spadotto, viajou para a Inglaterra recentemente. O Wolves não é o único clube interessado no atacante. Antes, Roma (Itália), Porto (Portugal), PSG (França), Ajax (Holanda) e Bayern de Munique (Alemanha) também fizeram sondagens, mas não chegaram a apresentar nenhuma proposta ao Grêmio.

Pepê foi preparado pelo Grêmiopara suprir a saída de Everton. Vendido ao Benfica, o Cebolinha tinha justamente o parceiro como seu reserva enquanto ainda defendia o Tricolor. Com características semelhantes, é a aposta tricolor para manter o padrão de jogo.

Antes mesmo de assumir a titularidade, Pepê renovou contrato com o Grêmio até 2024, com multa rescisória de 150 milhões de euros (R$ 940 milhões). O atacante soma 17 jogos na temporada, com cinco gols marcados pelo clube gaúcho.

Comentários