Pato, Wellington Nem, Uribe… Veja atacantes sem contrato em última semana de inscrições na Série A

Com as inscrições para atletas na Série A se encerrando na sexta-feira, alguns clubes, como o Sport, lutam para encontrar reforços para o ataque. Apesar do tempo curto, ainda há oportunidades no mercado que vão desde peças renomadas a outras menos conhecidas do grande público. Assim, listamos dez pontas e centroavantes que estão sem contrato e podem ser apostas para o Brasileirão.

Centroavante de 31 anos está sem contrato desde agosto, quando o São Paulo rescindiu o vínculo que iria até 2022. Desde então, o Internacional chegou a demonstrar interesse, mas ele segue sem clube. Pato precisaria recuperar ritmo de jogo, mas vem realizando treinos particulares com equipe especializada à disposição neste período. Neste ano, marcou quatro gols em 13 partidas pelo Tricolor paulista.

Atacante de 28 anos despediu-se do Shakhtar Donetsk em agosto depois de 75 partidas e 12 gols marcados pela equipe em sete anos de vínculo. Wellington Nem chegou a entrar na mira de Coritiba e Fortaleza neste ano, mas as negociações não se concretizaram. Revelado pelo Fluminense, ele foi um dos principais destaques do grupo que conquistou o Brasileirão em 2012. No segundo semestre do ano passado, esteve emprestado ao Flu, quando fez 20 jogos marcou um gol.

Atacante de 30 anos, que atua principalmente como ponta esquerda, passou por Fluminense, Lokomotiv de Moscou, da Rússia, e Antalyaspor, da Turquia. Desde o ano passado estava no Atlético-MG, pelo qual marcou três vezes em 28 partidas. Durante a Série A e Libertadores 2019, ainda concedeu três assistências. O que pesa contra Maicon atualmente é o tempo sem jogar uma partida oficial. Ele atuou pela última vez em janeiro, pouco antes de ser dispensado pelo Galo.

Leia também  Bolsonaro recebe Moro

Atacante de 34 anos está sem clube desde o fim de maio, quando chegou ao fim do vínculo com o São Paulo. Marcado como um dos últimos remanescentes do time treinado por Rogério Ceni, ele atua principalmente como ponta esquerda. No Tricolor, Maicosuel perdeu espaço com Fernando Diniz e vinha treinando separado do elenco desde que retornou do empréstimo ao Paraná, no fim de 2019. Ao longo da carreira, também teve passagens por Botafogo e Atlético-MG.

Aos mais otimistas, ainda há a possibilidade de investir em uma recuperação de Roger. Dono de um extenso currículo, com passagens por Palmeiras, Corinthians, São Paulo, ele anunciou a saída do Operário-PR nesta temporada e disse que vai repensar a carreira. Aos 35 anos, fez um gol em oito partidas pela equipe paranaense. Em 2020, também defendeu a Ponte Preta – equipe pela qual marcou seis vezes em 15 jogos.

Aos 32 anos, o centroavante está sem contrato desde setembro, quando rescindiu com o Santos. Atualmente, as partes ainda têm um imbróglio em curso na Câmara Nacional de Resolução de Disputas da CBF. Apesar de ser colombiano, o fato de Uribe não ter vínculo com outra equipe faz com que seja possível registrá-lo mesmo com a janela de transferências internacional fechada.

Uribe teve uma passagem sem balançar as redes pelo Peixe, mas no período anterior, quando defendeu o Flamengo, marcou oito vezes em 37 partidas de 2018 ao início de 2019. O atleta também passou por clubes do México, Colômbia e Itália.

O centroavante de 34 anos acompanha a linha dos estrangeiros sem vínculo com outros clubes. Ele estava no Portimonense, de Portugal, até o início de agosto e está livre desde então. Jackson marcou 11 vez em 54 partidas pela equipe europeia nas últimas duas temporadas. Só que nunca passou pelo Brasil. Revelado no Independiente Medellín, da Colômbia – país em que nasceu -, ele também passou por México, Espanha e China ao longo da carreira.

Leia também  Bahia x Palmeiras: veja onde assistir, escalações, desfalques e arbitragem

Centroavante italiano está sem contrato desde julho, quando deixou o Brescia. Aos 30 anos, ele chegou inclusive a ter o nome vinculado ao Vasco ao parabenizar Leven Siano, eleito presidente do Cruz-Maltino – sub judice – na primeira de agora duas votações no clube. Enquanto é especulado em equipes também da Inglaterra, casos do Watford e West Ham, Balotelli mantém a forma física treinando pelo Franciacorta, clube da quarta divisão italiana.

Ainda que natural de Fortaleza, no Ceará, Raffael fez apenas o início da carreira no Brasil – por Vitória (base) e Juventus-SP. Aos 35 anos, o meia-atacante está livre no mercado depois de defender o Borussia Mönchengladbach, da Alemanha, por sete anos. Nesse período, virou referência no clube. Foram 72 gols em 201 partidas. Ao longo da carreira, também passou por Chiasso e Zürich, da Suíça, Hertha BSC e Schalke 04, da Alemanha, e Dynamo Kiev, da Ucrânia.

Natural de Salvador, o ponta esquerda de de 28 anos está livre desde o fim de outubro – quando encerrou o vínculo com o Shabab, da Arábia Saudita. Pesa a favor do atleta, portanto, o tempo maior em atividade. Sebá disputou a última partida oficial no mês passado e está fora do Brasil desde 2012 – passando por Portugal, Grécia e China. Ele foi revelado pelo Cruzeiro, em 2010. Nas últimas três temporadas pelo Shabab, marcou 14 vezes em 41 partidas.