Pedrinho chegou ao Benfica em agosto deste ano para dar início a sua preparação para a temporada 2020/2021. O jogador saiu do Corinthians por 18 milhões de euros e assinou contrato de cinco anos com o clube de Lisboa.

A Gazeta Esportiva apurou que a revelação corintiana está passando por um processo de fortalecimento muscular em Portugal. Esse trabalho específico já rendeu ao atleta de 22 anos seis quilos de massa magra.

Quando foi promovido ao elenco principal do Timão, em 2017, rapidamente a então promessa foi diagnosticada com déficit muscular. Naquele mesmo ano, depois de seis meses, o próprio jogador chegou a admitir a dificuldade.

“Por causa da minha parte física, ainda sinto muito as jogadas que exigem muita força. O time do Corinthians tem de ter intensidade. Todos atacam e marcam da mesma forma. Senti mais nessa parte de atacar e defender igual, por isso estou sendo lapidado para pegar mais ritmo, mais força e cumprir bem as funções”, comentou, à época.

Pedrinho chegou a ter de levar comida do CT, separada pelos nutricionistas do clube, para casa. Uma programação especial na academia também sempre fez parte da rotina.

A evolução no corpo do meia foi percebida principalmente na última temporada, quando Pedrinho emendou sua maior sequência como titular do Corinthians e não precisou mais ser substituído com frequência.

Em campo, o técnico do Benfica também tem exigido uma adaptação nova a Pedrinho. Com o ex-comandante do Flamengo, o jogador está sendo preparado para jogar como segundo homem de meio-campo, distribuindo o jogo, pegando mais na bola, mas retendo ela por menos tempo, sem carregar tanto e com poucas possibilidades de buscar o drible.

Pedrinho começou a temporada como titular, mas agora tem entrado no segundo tempo dos jogos, como aconteceu na última quinta-feira (22), na vitória do Benfica sobre o Lech Poznan, pela Liga Europa.

Comentários