A recente alta no preço das carnes chegará à mesa do Natal dos brasileiros, mostra levantamento da Fipe: “as carnes mais consumidas nesta época podem custar até 50% a mais que em dezembro de 2018” edit

247 – Segundo a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), as carnes mais consumidas nesta época podem custar até 50% a mais que em dezembro de 2018, informa o Agora nesta segunda-feira (23).

“O pernil com osso ficou 50,39% mais caro em 12 meses e o filé mignon subiu 46,49%, seguido pelo lombo de porco com osso, que teve alta de 24,02%. O bacalhau subiu 15,73%, e as aves natalinas, 10,82%. Já o peru ficou 4,22% mais caro. A cesta completa teve aumento médio de 3,19%”, diz a reportagem.

Para Guilherme Moreira, coordenador do IPC (Índice de Preços ao Consumidor) da Fipe, “o aumento das carnes bovinas no mês passado impactou nos preços e todas as proteínas foram prejudicadas. A ceia será um pouco mais cara neste ano por isso. Quem quiser economizar pode investir na compra de peixes e dar mais atenção a outros itens, como frutas e doces, que não tiveram aumento tão significativo”, disse.

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

entre para o Desafio 19 dias