Com intermediação da Loterj, uma das patrocinadoras do Estadual, o SBT vai exibir o jogo final do Campeonato Carioca entre Flamengo e Fluminense na próxima quarta (15). A transmissão será compartilhada com a FlaTV, que irá passar a partida no YouTube. O jogo deste domingo (12) segue fora da TV aberta. Os direitos são do Fluminense, que programou a exibição na FluTV — mesmo canal que mostrou o jogo da última quinta-feira.

O interesse no SBT vinha desde a semana passada e avançou principalmente no fim dessa semana, após a definição de que o campeonato teria mais dois jogos para serem disputados. A informação das transmissões foi dada inicialmente pelo jornalista Flávio Ricco e confirmada pelo UOL Esporte com diversas fontes que são diretores do SBT e de afiliadas em todo o país. O jogo deverá ser exibido para boa parte da rede, principalmente Rio de Janeiro e afiliadas do Norte e Nordeste, assim como a Globo fazia na transmissão do Estadual até semanas atrás. Essas afiliadas já foram avisadas via comunicação interna.

O sinal da transmissão será feito pela PlayRec Produções, a mesma que produziu o jogo entre Flamengo x Boavista na Fla TV e que realiza jogos para o Premiere, serviço de pay-per-view do Grupo Globo. A TV do clube também exibirá a partida, inclusive para o exterior.

O acordo é apenas para o jogo final. A partida de domingo ficará apenas na FluTV, canal oficial do Fluminense no YouTube. O acordo foi intermediado pela Loterj, empresa que patrocina o Campeonato Carioca e é ligada à Ferj. A empresa procurou o comercial do SBT no Rio de Janeiro, que repassou a situação para São Paulo, que deu o aval positivo.

Recentemente, a coluna De Primeira, do UOL Esporte, noticiou que a mesma Loterj tentou intermediar que o SBT exibisse Flamengo x Volta Redonda pela semifinal do Carioca no último domingo (5), mas não houve tempo hábil para o acordo pelo tempo curto.

O projeto, no entanto, ficou nas mãos do canal de Silvio Santos, que quis dar continuidade. Equipe de transmissão será discutida apenas neste sábado (11). Téo José desponta como o favorito da direção do canal de Silvio Santos, mas o narrador se encontra em Goiânia, com a família. Ele também é contratado do Fox Sports, e a transmissão dependeria de uma liberação da Disney, dona do canal.

Com a transmissão da partida, será a primeira vez em 17 anos que o SBT transmite futebol do eixo Rio-São Paulo. A última fez foi em 2003, quando o canal de Silvio Santos comprou os direitos do Campeonato Paulista, mas por causa de uma guerra jurídica envolvendo a Globo, o investimento se tornou isolado.

Desde 2018, o SBT exibe a Copa do Nordeste para todo a região, mas a cabeça de rede em São Paulo não tem interferência, já que os direitos são pagos por um consórcio das afiliadas do canal por lá. Esse acordo, inclusive, é válido até 2022.

O Fluminense vinha de três jogos sem marcar gols, mas quem reencontrou o caminho da rede foi o lateral-direito Gilberto. Ele colocou o Tricolor na frente ainda no final do primeiro tempo, em cabeçada que deu mais fôlego para o time brigar pelo título. No fim, deu certo. O Flamengo até empatou no Maracanã, mas o Flu, nos pênaltis, foi campeão da Taça Rio. Após a partida, o jogador celebrou o gol, seu terceiro em 2020.

Xodó da torcida em 2019, o goleiro Muriel começou a temporada atravessando uma fase de dúvidas. Seja pelas boas atuações do reserva, Marcos Felipe, enquanto ele ainda estava machucado ou pelas falhas em algumas partidas recentes. No entanto, o arqueiro deu a volta por cima em um dos jogos mais importantes da temporada.

Recordista de audiência na história do YouTube, com mais de 3 milhões de acessos simultâneos, a transmissão de Fluminense e Flamengo na última quarta-feira (8), pela final da Taça Rio, rendeu críticas e elogios do comentarista Mauro Cezar Pereira.

O título da Taça Rio pode parecer pequeno para um clube com tantas conquistas como o Fluminense. Mas a edição de 2020, sem dúvidas, teve um sabor especial para jogadores, comissão técnica, diretoria e torcida. A vitória sobre o arquirrival Flamengo, favorito para o jogo, começou a ser construída nos bastidores, com motivação e provocações bem antes do apito inicial.

O Fluminense conquistou ontem a Taça Rio ao vencer o Flamengo nos pênaltis após empate em 1 a 1 no tempo normal. Na opinião de Leandro Quesada, o time das Laranjeiras ‘cutucou a onça com a vara curta’. O comentarista dos canais Fox Sports acredita em uma postura diferente da equipe rubro-negra nos dois jogos que vão decidir o Campeonato Carioca.

O goleiro Muriel, do Fluminense, afirmou que a derrota para o Flamengo nas semifinais da Taça Guanabara foi importante para o amadurecimento do time tricolor, que bateu a equipe rubro-negra na final da Taça Rio ontem, nos pênaltis, após empate em 1 a 1 no tempo normal.

Autor do gol que abriu o placar para o Fluminense na final da Taça Rio contra o Flamengo, ontem – que terminou empatada por 1 a 1, com vitória do Flu nos pênaltis -, Gilberto disse que o time tricolor adotou uma estratégia mais defensiva, mas rebateu a afirmação de Jorge Jesus de que o Fluminense teria entrado em campo para “não perder de muito”.

Na edição de hoje do Expediente Futebol, Zinho afirmou que o Flamengo fez ontem, diante do Fluminense, na final da Taça Rio, seu pior jogo sob o comando do treinador Jorge Jesus. A partida terminou empatada em 1 a 1, mas o título ficou com o time tricolor após vitória nos pênaltis por 3 a 2.

Comentarista dos canais ESPN, Zé Elias questionou a capacidade de motivar o time de Jorge Jesus após a derrota do Flamengo para o Fluminense na final da Taça Rio, ontem. Além disso, o ex-jogador afirmou que o treinador português não foi um bom perdedor ao dizer que o Fluminense “jogou para não perder de muito”.

O presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), Marcelo Jucá, falou hoje sobre a confusão envolvendo a transmissão de Fluminense x Flamengo, ontem, pela final da Taça Rio. Jucá classificou o episódio como uma “grande sucessão de equívocos”.

O atacante Fred sofreu uma lesão no olho esquerdo e precisará realizar um procedimento cirúrgico nos próximos dias. Além de virar desfalque do Fluminense na decisão do Campeonato Carioca contra o Flamengo, o ídolo tricolor terá uma recuperação um pouco trabalhosa, e precisará ficar 20 dias sem cabecear. A cirurgia é considerada simples, de acordo com especialistas ouvidos pelo UOL Esporte. A cirurgia, ambulatorial, nem exige internação.

O Fluminense ganhou um desfalque de peso para a decisão do Campeonato Carioca. O atacante Fred teve uma lesão diagnosticada no olho e passará por uma cirurgia. O departamento médico do clube auxiliará o jogador na operação. Após quatro anos fora do Flu, o ídolo teve seu retorno aguardado às Laranjeiras em meio à pandemia de coronavírus, e disputou apenas três jogos desde então. Contra o Flamengo, no título da Taça Rio, Fred foi desfalque, segundo o clube, por dores no pé. Ele já havia deixado o empate contra o Botafogo por sentir um problema no local. O centroavante de fato sentiu dores no local, e a lesão em seu olho foi descoberta em outros exames oftalmológicos. Com a camisa do Fluminense, Fred possui 172 gols em 295 jogos. O camisa 9 ainda não balançou as redes em seu retorno ao Tricolor.

Comentarista do Grupo Globo, Pedrinho criticou as palavras de Jorge Jesus após a derrota do Flamengo nos pênaltis para o Fluminense na final da Taça Rio – em entrevista pós-jogo ontem, o treinador português afirmou que o Fluminense jogou para não perder por muito.

Dizia Nelson Rodrigues que o “Fla-Flu surgiu quarenta minutos antes do nada”. O clássico que decidiu a Taça Rio, na verdade, começou meses atrás, com disputas de bastidores sobre o retorno do Campeonato Carioca. E quando a diferença entre os dois times parecia a maior de todos os tempos em campo, o Fluminense de Odair Hellmann venceu o “imparável” Flamengo de Jorge Jesus e faturou o título sobre o arquirrival. Em um dos mais “apocalípticos” jogos de toda a história do clássico, disputado em um Maracanã vazio e vizinho de um hospital de campanha durante a pandemia de coronavírus, a maior dos últimos 100 anos, o Flu alcançava exatos 306 minutos sem balançar as redes quando abriu o placar com Gilberto, de cabeça, e surpreendeu o ensurdecedor silêncio do antigo Maior do Mundo.

Depois de todo o imbroglio, recursos, liminares, etc, o Fla-Flu que decidiu a Taça Rio foi transmitido pela Flu TV. Bom narrador, transmissão honesta, redonda. Clubista, claro, mas nada exagerado.

O Flamengo entrou em campo contra o Fluminense a 90 minutos do bicampeonato do Carioca, mas viu o sonho ruir após a derrota nos pênaltis para um de seus grandes rivais.

A decisão da Taça Rio, ontem (8), foi quente. Vitória do Fluminense nos pênaltis (3 a 2), depois de empate no tempo normal por 1 a 1, e decisão do Carioca adiada. Houve recorde mundial da “FluTV”, discussões e aglomerações nas penalidades e um time rubro-negro irreconhecível.

A ausência de transmissão da final da Taça Rio entre Fluminense e Flamengo não pareceu ter feito tanta falta assim para a Globo, pelo menos na frieza dos números de audiência de ontem (8). Sem jogos de futebol, a emissora marcou 10 pontos de Ibope a mais comparando-se com a transmissão da semana passada, entre Portuguesa-RJ e Botafogo, o último jogo transmitido normalmente pela emissora.

Protocolo de jogo seguro, arquibancadas vazias e um pódio diferente na primeira final no Rio de Janeiro em meio à pandemia do novo coronavírus, na noite da última quarta-feira (8). No lugar de dirigentes levantando a Taça Rio após a vitória sobre o Flamengo nos pênaltis, os jogadores do Fluminense chamaram os médicos do clube para receberem o troféu do torneio no pódio montado no gramado do Maracanã.

O Flamengo se acostumou a ser dominante no futebol brasileiro, mas a internet encontrou um calcanhar de Aquiles: a família Becker. Em dezembro, foi Alisson no Mundial de Clubes; agora foi a vez de Muriel na Taça Rio. O Fluminense levou a melhor por 3 a 2 na disputa de pênaltis (após 1 a 1 no tempo normal), e muita gente fez piada com os goleiros irmãos.

Em mais um Fla-Flu para a história, o Fluminense bateu seu maior rival e saiu do Maracanã com o título da Taça Rio. Apesar do favoritismo do Flamengo, o Tricolor venceu nos pênaltis e forçou a decisão do Campeonato Carioca em dois jogos. Após a partida, o presidente Mário Bittencourt concedeu entrevista à FluTV. E não poupou, mais uma vez, a Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro), ainda que de maneira sutil. Contrário ao retorno do futebol, o mandatário tricolor falou em vitória da dignidade. “É um sentimento de felicidade pela conquista. Mas houve muita coisa errada. E a gente lutou pelo que é certo, desde o início. A gente lutou pela justiça, por preservar a saúde dos nossos profissionais, dos nossos funcionários, dos nossos atletas, mas fico muito feliz porque esses meninos merecem muito”, afirmou, para prosseguir. “Um grupo muito unido, uma família. Lutamos todos juntos nesse momento, entenderam, reconheceram a dificuldade em razão da pandemia. Coroa a gente ter feito certo, coroa a dignidade. Coroa o fato de termos nos preocupado com as vidas das pessoas. Muita gente falou que era um posicionamento político ou algo nesse sentido, mas nunca teve nem terá nada disso”, opinou.

Minutos depois de o Fluminense vencer o Flamengo nos pênaltis e conquistar a Taça Rio nesta noite de quarta-feira (8), a Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) divulgou datas e horários dos dois jogos da final do Campeonato Carioca. Os times voltam a se enfrentar no domingo (12) e na quarta-feira (15).

Após a perda da Taça Rio para o Fluminense, Jorge Jesus, técnico do Flamengo, falou do revés para o Tricolor. O português elogiou o segundo tempo rubro-negro e disse que o rival veio para se defender.

Não faltou emoção na decisão da Taça Rio hoje (8), entre Fluminense e Flamengo, no Maracanã. A partida, que terminou empatada e foi para os pênaltis, teve tudo que tem a ver com o ‘futebol antigo’: aglomeração antes das penalidades, provocação e até discussão. O Flu venceu por 3 a 2 depois do empate por 1 a 1.

Mesmo com o favoritismo do Flamengo, o Fluminense surpreendeu, bateu o arquirrival nos pênaltis e conquistou a Taça Rio, adiando a final do Campeonato Carioca. Nos pênaltis, por 3 a 2, o Tricolor ficou com o troféu do segundo turno e forçou a decisão estadual. Após o empate por 1 a 1 no tempo regulamentar, com gols de Gilberto para o Flu, e Pedro para o Fla, o segundo turno do Carioca terminou nas penalidades. Na marca de cal, mais igualdade: Nenê e Gabigol marcaram. Dodi parou em Diego Alves, e Muriel pegou a cobrança de Willian Arão. Na sequência, Léo Pereira bateu para fora e Hudson deixou o dele. O goleiro do Fla ainda defendeu chute de Michel Araújo, que ainda bateu no travessão e na linha, mas não entrou. No fim, Muriel foi o herói e pegou a cobrança do irritadiço Rafinha, mais preocupado em discutir que em jogar futebol na noite do Maracanã.

O jogo entre Fluminense e Flamengo é histórico por diversos motivos. Além de quebrar o recorde de transmissões esportivas, o Flu atingiu na live da partida em sua TV no YouTube um nível que só os sertanejos mais badalados do Brasil alcançaram: mais de 3 milhões de acessos simultâneos.

Egídio cruza da esquerda, Marcos Paulo desvia para o alto na entrada da área, Gilberto sobe mais que a marcação e cabeceia no cantinho esquerdo do gol para abrir o placar.

O Fluminense saiu na frente na final da Taça Rio, hoje (8), no Maracanã. O time de Odair Hellmann abriu o placar aos 37 minutos do primeiro tempo, com Gilberto, mas viu o rival Flamengo empatar na etapa final, com Pedro, aos 32 minutos. Nos pênaltis, o Flu venceu por 3 a 2.

O comentarista Breiller Pires, dos canais ESPN, não se surpreendeu com a tentativa do Flamengo de transmitir a final da Taça Rio, contra o Fluminense, na FlaTV, apesar de não ter o mando de campo e o direito de exibir a partida. O jornalista afirmou que o presidente rubro-negro, Rodolfo Landim, tem envergonhado os torcedores com algumas decisões e o chamou de ‘Eurico gourmetizado’, em alusão ao polêmico ex-dirigente vascaíno.

A transmissão do Fla-Flu decisivo da Taça Rio nesta quarta-feira estabeleceu um novo recorde de acessos simultâneos em uma transmissão esportiva no YouTube no Brasil. Aos 13 minutos do primeiro tempo, mais de 2,3 milhões de pessoas acompanhavam o jogo no canal do Tricolor na plataforma (FluTV).

O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) cassou a liminar do TJD-RJ (Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro) que permitia a transmissão da final da Taça Rio pelo Flamengo.

Em nova nota oficial, o Flamengo informou que dá razão à decisão do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio (TJD-RJ) de liberar a transmissão compartilhada, mas que só irá exibir a partida em seu canal no Youtube, caso o Fluminense ou a Rede Globo de televisão não o faça.

O Procon-RJ divulgou hoje um comunicado orientando os consumidores que contrataram o pacote pay-per-view para assistir aos jogos do Campeonato Carioca e da partida entre Flamengo e Volta Redonda pela MyCujoo.

Em nota oficial, o Fluminense ironizou o rival Flamengo após decisão do TJD-RJ (Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro) em conceder uma liminar pela transmissão compartilhada da final da Taça Rio. O Tricolor citou a CPI das Fake News, que tramita na Câmara dos Deputados, em Brasília, para debochar do Rubro-Negro, que afirmou, em uma nota, que o clube “se mostra preocupado” com um suposto imbróglio jurídico entre o Flu e a Rede Globo na transmissão do Campeonato Carioca. O Fluminense chamou a ideia de “mentirosa”. “O Fluminense Football Club, sensibilizado com a incomparável sensibilidade e empatia do Flamengo, esclarece que não tem qualquer problema com o Grupo Globo e que todos os brasileiros poderão assistir a partida através da FluTV. A ideia de que há qualquer imbróglio entre o Fluminense e o Grupo Globo é mentirosa e deveria compor o rol de investigações da CPI das Fake News”, afirma o clube.

Quanto vale o direito de transmissão de um campeonato com as novas plataformas disponíveis? Quanto vale o direito de transmissão de um time específico, que segundo a Medida Provisória assinada por Jair Bolsonaro, que pode virar lei no futuro, dá ao mandante das partidas esse direito?

O possível último jogo do Campeonato Carioca 2020 se mantém fiel ao que foi o torneio e se desenrola em meio a muitas polêmicas e uma nova guerra judicial. Restando poucas horas para o duelo entre Flamengo e Fluminense que decidirá o campeão da Taça Rio – e campeão estadual, caso o Rubro-negro vença também este 2º turno -, enfim tem uma certeza legal sobre onde o jogo será transmitido.

A pandemia do novo coronavírus fez a Fifa criar um terceiro período de janela internacional de transferências para as associações filiadas — o regulamento normal prevê duas, no caso do Brasil uma entre janeiro e abril e a segunda em julho.

O Flamengo e a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) acataram o pedido do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RJ) e enviaram suas manifestações sobre a transmissão da final da Taça Rio hoje (8) no Maracanã. O Fluminense, em sinal de protesto, não se manifestou.

O Flamengo ainda aguarda manifestação do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RJ), mas já se arma para transmitir a final da Taça Rio de hoje (8) contra o Fluminense em seu canal no Youtube, a “FlaTV”.

O presidente do Fluminense, Mario Bittencourt, utilizou sua conta no Instagram para atacar a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj). Com um texto intitulado de “O nascimento da GatoFerj”, o dirigente ressalta uma suposta diferença de tratamento da entidade em relação aos rivais Flamengo e Vasco no que se refere às transmissões.

Após testagem realizada hoje (8), o Flamengo identificou um jogador do elenco com a Covid-19. Segundo o colunista do UOL, Renato Maurício Prado, se trata de João Lucas, que já foi afastado da final da Taça Rio hoje (8), contra o Fluminense, no Maracanã.

O Fluminense recebeu com muita cautela a decisão de Marcelo Jucá, presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), que indeferiu pedido da Procuradoria para que o Flamengo também possa transmitir a final da Taça Rio hoje (8).

O presidente do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RJ), Marcelo Jucá, rejeitou o pedido da Procuradoria para que o Flamengo – assim como o Fluminense – também transmita a final da Taça Rio hoje (8) à noite.

Se quiser vencer a Taça Rio sem ter de passar pelo sufoco dos pênaltis, o Fluminense terá de fazer contra o rival Flamengo tudo que não faz há exatos 273 minutos: gols.

Comentários