O Sindicato dos Metroviários de São Paulo decidiu hoje em assembleia cancelar a greve programada para amanhã na capital paulista. A categoria segue negociando com a diretoria do Metrô e deve marcar outra reunião para discutir novamente a possibilidade de paralisação.

De acordo com o sindicato, o Metrô não pagou o reajuste salarial de 2019, previsto para o último dia 28, contrariando uma liminar concedida pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho). A categoria também denuncia “uma série de ataques” por parte da companhia.

“[O Metrô] Interrompeu unilateralmente as negociações da Periculosidade dos trabalhadores da Pintura, das Oficinas de Pintura e Escada Rolante, retirando o pagamento da Periculosidade dos trabalhadores dessas áreas”, escreveram os metroviários em nota.

Comentários