“Quatro meses depois de o ministro Edson Fachin determinar a adoção de medidas para acabar com a superlotação nas unidades socioeducativas do Rio de Janeiro, cresce o número de adolescentes que cometeram crimes graves postos em liberdade no estado”, diz O Globo.

“Desde maio, quando Fachin tomou a decisão, 618 jovens foram libertados ou passaram à detenção domiciliar. Esse número pode aumentar nos próximos meses, já que ainda há unidades com superlotação”.

close

🤞 Não perca nada!

Assine nossa newsletter e receba novidades e ofertas exclusivas!

Comentários

Deixe uma resposta

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

Conheça o Desafio 19 dias!