O volante Gregore, do Bahia, é alvo de interesse do Palmeiras. De acordo com informações do Blog do PVC, do site GloboEsporte.com, o jogador tem características consideradas interessantes e é um pedido do técnico Vanderlei Luxemburgo.

Diretor de futebol do Bahia, Diego Cerri está no clube desde a temporada 2016, quando foi contratado para assumir o cargo de gerente. No comando executivo desde o início de 2017, ele ficou próximo de deixar o clube e seguir para o Palmeiras em dezembro de 2019, mas a oferta foi recusada e ele preferiu continuar no Esquadrão de Aço. Em entrevista ao Bahia Notícias, o diretor afirmou que a negativa passou longe de ser comodismo no Tricolor. “De um jeito ou de outro, a gente se sente valorizado de estarem analisando meu trabalho. Mas aqui eu me sinto bem e isso tem sentido. Ao contrário do que possam imaginar, não é comodismo. Na verdade fica mais difícil”, indicou. Com foco no trabalho para 2020, Cerri acredita que a formação do elenco está sendo positiva e o grupo vai chegar “encorpado” para disputar as competições. “Mantivemos o treinador que eu acho importante… Uma parte grande do grupo já domina os conceitos do Roger e isso facilita. Com jeito de jogar, fica mais fácil ir montando o elenco de acordo com as características que o treinador gostaria de ter”, indicou. Cerri também falou sobre o meia Régis, os esforços para segurar o volante Gregore e o atacante Gilberto, além de comentar a ida de David para o Fortaleza. Confira a entrevista completa:

Hoje é comemorado em todo o mundo o Dia do Jipeiro. Não em função de um acontecimento marcante, mas apenas por conta da coincidência da data: 4 de abril, ou 4/4, em referência à tração nas quatro rodas. A homenagem já se tornou até lei em alguns estados brasileiros, a exemplo de São Paulo. Mas por qual razão o jipeiro, que não é santo ou profissão, merece ter um dia só para ele? O Boletim 4×4 vai tentar responder para você que tem curiosidade ou pretende ingressar nesse universo. 

Com o objetivo de combater a retirada ilegal de areia e o descarte irregular de lixo e entulho, a Prefeitura de Camaçari decidiu fechar o cerco para proteger as dunas de Jauá. A medida, no entanto, deixa em alerta também os adeptos do 4×4. O Boletim 4×4 explica como será a fiscalização e as medidas adotadas pelo município, que serão intensificadas a partir dessa semana. Entre essas medidas está o fechamento do acesso direto às dunas na Via Parque, após os condomínios particulares. “Nosso alvo são os caçambeiros que cometem crimes ambientais”, disse o subprefeito da Orla de Camaçari, Oswaldo Marcolino Filho.

Próximo de anunciar a Kappa como sua nova fornecedora esportiva, o Vitória vai lançar uma camisa oficial com um preço mais acessível. A ideia inicial é que a vestimenta custe R$ 100, segundo apuração da Coluna de Chapa, do Bahia Notícias.  Na negociação com a Kappa, Ricardo David, presidente do clube, pediu a inclusão da “linha popular”.

A Unirb (Faculdade Regional da Bahia) se filiou a Federação Bahiana de Futebol (FBF) e é a mais nova agremiação esportiva do estado. A Coluna De Chapa, do Bahia Notícias, apurou que a entidade pretende disputar a Série B do Campeonato Baiano já em 2019. Além disso, o clube irá montar categorias de divisões de base. A sede da equipe será em Mata de São João.

O Vitória está classificado para a terceira fase da Copa do Brasil. Em duelo disputado nesta quinta-feira (5), o time rubro-negro venceu o Lagarto por 3 a 1, no Barradão. Vico (duas vezes) e Léo Ceará anotaram para os donos da casa, enquanto Edílson fez o gol da equipe sergipana.  Na próxima etapa do torneio nacional, o Leão vai pegar o Ceará, em jogos de ida e volta. O primeiro será na casa do adversário, na semana que vem, em data ainda a ser definida pela CBF.

Agora, o Vitória volta suas atenções para a Copa do Nordeste. O time rubro-negro volta a campo no domingo (8) para enfrentar o ABC, às 18h, na Arena das Dunas, em Natal (RN), pela sexta rodada da competição.  

Um gol precoce era tudo o que o Vitória queria. E essa meta foi batida logo aos quatro minutos do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio, Thiago Carleto foi acionado e arriscou o chute. A redonda sobrou para Gerson Magrão, que também arrematou. A bola sobrou para Vico, que mandou para o fundo das redes.

O Vitória dominava a partida e não espaços ao Lagarto. Aos 22, Alisson Farias arriscou de fora da área, a bola bateu na trave e na sequência e ficou com goleiro. Alguns segundos depois, Léo Ceará foi lançado, tentou a cavadinha, mas o zagueiro Breno conseguiu tirar.

Aos 40, Vico lançou para Léo Ceará, que foi derrubado por Yan. O árbitro não teve dúvidas e assinalou pênalti. O próprio Léo Ceará cobrou e estufou as redes. 

Segundo tempo Uma boa oportunidade de ampliar a vantagem foi desperdiçada pelo volante Rodrigo Andrade, do Vitória, aos sete minutos. Ele driblou dois jogadores e depois chutou de esquerda e a bola foi para longe do gol.  A melhor opção era o passe rasteiro. 

Melhor no jogo, o Vitória pecava nas finalizações. Aos 22, Alisson Farias recebeu um bom passe, se atrapalhou ao dominar a bola e chutou de esquerda, mas mandou para fora. Um minuto depois, Léo Ceará deu um passe açucarado para Vico, que chutou fraco em cima do goleiro. 

O atacante Vico protagonizou uma pintura aos 31 minutos. Ele recebeu de Alisson Farias e de bateu colocado de fora da área. A bola foi no ângulo e sem chances de defesa para Welligton.  

FICHA TÉCNICA Vitória 3 x 1 Lagarto Copa do Brasil – 2ª fase Local: Barradão, em Salvador (BA) Data: 05/03/2020 (quinta-feira) Horário: 19h15 Árbitro: Leonardo Ferreira Lima (PR) Assistentes: Sidmar dos Santos Meurer (PR) e Heitor Alex Eurich (PR) Cartões amarelos: Jean (Vitória) ; Sapé, Breno e Hugo (Lagarto) Gols: Vico (duas vezes) e Léo Ceará (Vitória); Edílson (Lagarto)

 Vitória: Ronaldo; Jonathan Bocão (Matheus Tenório), João Victor, Maurício Ramos e Thiago Carleto; Jean (Romisson), Rodrigo Andrade e Gerson Magrão; Vico (Van), Alisson Farias e Léo Ceará. Técnico: Geninho.

Por uma vaga na terceira fase da Copa do Brasil, o Vitória pega o Lagarto, hoje, às 19h15, no Barradão. O técnico Geninho cobrou atenção máxima de sua equipe. Pedro Henrique, deixou o cargo de diretor executivo do Bahia. Confira os detalhes no boletim desta quinta.

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

entre para o Desafio 19 dias