A Microsoft revelou todas as informações sobre as especificações técnicas do Xbox Series X, para mostrar que o console é realmente avançado. Sua ficha técnica deve se traduzir em gráficos cada vez mais realistas e vantagens muito relevantes para a prática de jogos, como maior velocidade no carregamento entre telas. Apesar disso, será que ele se distancia do Xbox One, ou melhor, do Xbox One X, que é o atual e mais poderoso videogame já disponibilizado no mercado? Veja o comparativo a seguir, e tente entender a larga diferença entre os dois aparelhos.

A Microsoft já havia revelado o design completo do Xbox Series X. Ele parece uma torre de computador, mas no formato quadrado. Já foi confirmado que ele tem cerca de 30 centímetros de altura e 15,1 centímetros de largura em suas bases. Comparado ao Xbox One X, ele parece ser um pouco mais compacto, apesar do formato estranho. O Xbox One X tem 24 centímetros de comprimento, mas a largura se equivale à altura do Series X: cerca de 30 centímetros.

Em termos de processador, os dois são mais ou menos próximos. Tanto o Xbox One X, quanto o Xbox Series X possuem um processador de oito núcleos. A diferença está no modelo: um AMD Zen 2 personalizado para o Series X, e um AMD personalizado comum para o Xbox One X. Este talvez seja o ponto mais próximo entre os dois.

A GPU, ou seja, o processamento gráfico, é o que separa bastante os dois consoles. O Xbox Series X promete ter uma GPU com capacidade de 12 Teraflops de processamento, enquanto o Xbox One X tem "apenas" seis, literalmente a metade. Quanto mais Teraflops, mais capacidade de gerar bons gráficos. O TechTudo explica mais o que é Teraflops em uma matéria completa

Na memória, os dois chegam próximos, mas o Xbox Series X se sai melhor, com 16 GB de RAM, enquanto o Xbox One X tem 12 GB. Além disso, a categoria da memória do Xbox Series X é GDDR6, implicando em melhor velocidade contra a GDDR5 do One X.

Os dois consoles vêm com 1 TB de armazenamento de fábrica, mas o Xbox Series X aposta em velocidade acima de tudo e, por isso, seu armazenamento será em SSD, e não HDD. Será possível expandir sua capacidade por meio de HDs externos ou com cartões de memória proprietários da Microsoft, com mais capacidade de 1 TB.

Por enquanto, não há informações sobre quais são os jogos precisamente confirmados para o Xbox Series X, a não ser um ou outro game multiplataforma, como Cyberpunk 2077. Porém, ele não deve ficar devendo em nada para seu irmão mais velho, já que será compatível com toda a família de Xbox, desde o primeiro modelo, até o Xbox One X.

O preço do Xbox Series X não foi definido pela Microsoft, mas a expectativa é de que seja competitivo, como a empresa tem feito no mercado recentemente. Isto é: um valor que não seja exatamente caro, mas atraente por tudo que ele oferece. Vale lembrar que, atualmente, o Xbox One X custa US$ 500 (cerca de R$ 2.550, em conversão direta e sem impostos).

Comentários