Apesar das semelhanças, são as diferenças que vão determinar a escolha pelo veganismo ou pelo vegetarianismo. A exclusão da carne do prato é um denominador comum, mas, para o vegano, a questão é principalmente ética, de luta pelos direitos dos animais. Por isso, ele não consome produto algum de origem animal: leite e seus derivados, ovos, mel, lã, cosméticos testados em animais e por aí vai. Já o vegetariano não se alimenta de carne, mas come ovos e laticínios, por exemplo.

Seja pela busca de uma vida mais saudável ou por preocupação com o bem-estar dos animais, o número de adeptos dessas filosofias só faz crescer, inclusive no mundo das celebridades. Cássia Kis e Lucélia Santos são veteranas, vegetarianas há mais de 30 anos. Outro vegetariano convicto, Cid Moreira chegou a recusar cachê de R$ 2 milhões para um comercial de carne e é uma das personalidades do Calendário Veg 2018, que teve 100% do lucro revertido para entidades de proteção animal do Rio de Janeiro.

— Qualquer um pode adotar o veganismo ou o vegetarianismo, em qualquer fase da vida. Atendo a bebê vegano, gestante vegana… Os aminoácidos são encontrados em vários alimentos, como nas frutas e nos vegetais, não apenas nas carnes. A básica combinação do arroz com feijão possui os nove aminoácidos essenciais que o corpo não consegue produzir por conta própria.

Do ponto de vista nutricional, ela afirma que o vegetarianismo oferece todos os nutrientes necessários para o organismo, como ômega 3, proteína e cálcio. Já o veganismo exige alguns cuidados, por isso é importante ter um acompanhamento nutricional frequente, para saber quais os melhores alimentos para substituir a carne e a quantidade adequada.

— O vegetariano tem muitas opções de alimentos. Faço exames periódicos e não tenho deficiência alguma de nutrientes. Para quem não gosta de verduras e legumes, fica mais difícil, mas não é impossível, são várias as alternativas à proteína animal. Eu recomendo.