Hearthstrone foi lançado em 2014 e já é considerado um dos grandes sucessos da Blizzard. Disponível de graça no PC e em celulares Android e iPhone (iOS), o jogo é famoso tanto entre os players mais casuais quanto os competitivos, além de ser o card game digital mais popular nos EUA. Em 2018 somente a versão para celulares faturou mais de US$ 165 milhões (cerca de R$ 648 milhões). No competitivo, o jogo ganhou seu primeiro campeonato mundial em 2019. Conheça, a seguir, cinco curiosidades sobre Hearthstone.

Hearthstone é um spinoff de World of Warcraft, um dos jogos mais famosos da Blizzard. Por isso, todos os feitiços, personagens e locais do jogo pertencem ao universo de Warcraft, incluindo o nome do jogo. “Hearthstone” é a Pedra do Regresso, item de Warcraft que permite ao jogador se teletransportar de volta ao local no qual ela está relacionada. Normalmente este lugar é uma taverna, que também é o espaço onde as partidas de Hearthstone acontecem na lore do jogo.

As cartas de Hearthstone tem ilustrações feitas especificamente para o jogo, e algumas são criações de brasileiros. A paulistana Ursula Dorada é autora da ilustração das cartas “Flautista do Bosque” e “Sephira Dusktalon”, da expansão Bosque das Bruxas. Ela também ilustrou as cartas “Trovadora Estridente” e o “Arquivista-Mor”, da expansão Kobolds & Catacumbas, e o “Guarda-Pórtico de Bronze”, da expansão Projeto Cabum.

Já a “Cristalografia”, do Projeto Cabum é ilustração do carioca Rodrigo Camilo de Almeida. Ele também é o autor das artes das cartas “Comandante da Milícia”, “Deslizante Prolevil” e “Espírito Perdido”, da expansão O Bosque das Bruxas. O paulistano Mike Azevedo é criador das ilustrações das cartas “Murabi”, “Comandante Vociferante” e “Pode Vir!”, da expansão Cavaleiros do Trono de Gelo. Ele também desenhou a “Ametista Mágica Inferior” e o “Geoescultor Ipi”, da expansão Kobolds & Catacumbas.

Guarda-Pórtico de Bronze, da expansão Projeto Cabum, é uma das várias cartas de Hearthstone que foi ilustrada por brasileiro — Foto: Reprodução/Facebook HearthPwn

Um dos easter eggs mais interessantes de Hearthstone é a vida máxima dos minions, as criaturas que lutam no campo de batalha por seu herói. O máximo de vida que um minion pode ter em Hearthstone é 2,147,483,647, um dos números mais importantes na computação. Ele equivale ao maior valor positivo que um sistema de 32 bits pode ter, e normalmente é utilizado como limite máximo para pontuação e dinheiro em jogos.

Em 2015 “Mamytwink” entrou para o Guinness Book ao estabelecer o recorde do turno mais longo de Hearthstone. Por meio de um cálculo complexo, o streamer da Twitch TV controlou o adversário e “jogou contra si mesmo”, explorando o próprio sistema do jogo. Mamytwink continuou no mesmo turno por 45 horas, o equivalente a quase dois dias inteiros.

Hearthstone é repleto de easter eggs e referências a outros games. Uma delas está no feitiço Esporos da Evolução (Evolving Spores), da expansão Jornada a Un’Goro. Sua descrição faz uma referência ao jogo Super Mario Bros., da Nintendo. O texto diz que os cogumelos mais poderosos são normalmente encontrados em caixas com um ponto de interrogação. O encanador Mario usa cogumelos para crescer e ficar mais forte.