A atriz Patrícia Pillar, 55, afirmou nesta sexta-feira (11), em um post em suas redes sociais, que não reconhece mais o Brasil. A afirmação foi feita por conta de uma foto em que o presidente Jair Bolsonaro aparece com uma criança exibindo uma arma de brinquedo.

“Que mentalidade macabra é essa? Não reconheço este Brasil”, afirmou a atriz, que já havia se manifestado contra o presidente em outras ocasiões. “A apologia à violência que ele prega só nos trará ainda mais violência”, afirmou ela ainda durante as eleições após Regina Duarte declarar seu apoio a Bolsonaro. 

Os seguidores da atriz se dividiram entre comentários a favor e contrários a posição dela. “O pior é quem está em volta aceitando isso como normal, com risadas e fotos”, afirmou uma internauta. “A maldade está nos olhos de quem vê , essa nova geração é muito chata , muito cheio de mimimi”, argumentou outra.

O jornalista Fábio Pannunzio, 58, também criticou a foto em sua conta no Twitter, chamando o presidente de ditador degenerado: “Não tem a menor respeito pela infância. É crime vender, fornecer (…) ou entregar a criança ou adolescente arma, munição ou explosivo. Pena: reclusão de 3 a 6 anos”, afirmou ele. 

A foto polêmica foi tirada nesta sexta na formatura de sargentos da Polícia Militar em São Paulo. O presidente foi recebido aos gritos de “mito”, enquanto o governador paulista João Doria (PSDB), que também estava presente, foi alvo de vaias da plateia formada por familiares dos formandos.

Essa foi a primeira vez que os dois dividem o palco após intensa troca de farpas, numa antecipação da eleição de 2022, quando ambos pretendem concorrer à Presidência da República.

Copyright Folha de S.Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).