Para algumas pessoas, perder peso não é tarefa fácil. Depois dos 30, então, nem se fala! Culpa do metabolismo, que já não é mais o mesmo.

A grosso modo, se um indivíduo precisava antes de 1.400 calorias para permanecer nutrido e realizar suas atividades diárias, e ele consumia 1.200 calorias, ele tinha um déficit de 200 calorias. Ou seja, conseguia emagrecer.

Mas, com o passar dos anos, em muitos casos, o organismo passa a consumir cada vez menos calorias para realizar as mesmas funções. E por que isso ocorre? São vários os motivos, mas o que trata-se de um processo de envelhecimento natural em que perdemos massa óssea e massa magra.

Segundo a educadora física especialista em fisiologia do exercício de São José, Mirella Prado, sentir mais dificuldade em emagrecer após os 30 não é regra. Mas há quem relate a sensação.

“Apesar de muitas pessoas dizerem que sentiram essa dificuldade após os 30, não podemos generalizar, uma vez que cada organismo é individual e possui série de influências, como a genética e o biotipo de cada um”, afirmou.

Para o operador de tráfego Reveraldo Pires dos Santos, hoje com 49 anos, emagrecer tornou-se uma tarefa árdua. “O processo ficou mais difícil com a idade, principalmente depois dos 38 anos. Mas, no meu caso, está mais relacionado a força de vontade, pois mudar a alimentação depende da mudança de hábitos e isso que é mais difícil”, contou.

Segundo David Ribeiro Costa, educador físico do Centro de Treinamento Especializado Carbon Fit, de Jacareí, apesar de casos como o do operador de tráfego serem comuns, a idade não é um empecilho para conquistar o corpo ideal.

“Acredito que depois dos 40 anos, o resultado de um treinamento eficiente pode ser melhor ou igual aos de pessoas mais jovens. Pois a maturidade eleva o nível de dedicação em treinos. Isso eu digo de experiência própria tenho muitos alunos acima de 40 anos estão muito melhores fisicamente do que muito jovens”, afirmou.

“O ideal inserir exercícios físicos na rotina e cuidar da alimentação antes dessa queda da taxa metabólica acontecer. Quanto antes um indivíduo começar a treinar, melhor será a qualidade muscular e óssea, aumentando a qualidade de vida, evitando assim doenças futuras, lesões e minimizando a queda da taxa metabólica futura”, garante.

“Não há segredos: uma boa alimentação e exercícios físicos que gerem no final das contas um balanço calórico negativo são a saída para um emagrecimento saudável em qualquer idade”, finalizou..