O festival de cinema Porto/Post/Doc, que este ano se realiza sob o tema “Ficções do Real”, entre 24 de novembro e 02 de dezembro, vai exibir uma retrospetiva de António Reis e Margarida Cordeiro, anunciou, esta terça-feira, a organização.

Em comunicado, o Porto/Post/Doc revelou que o ciclo, acompanhado por um programa de conversas, vai incluir a projeção de uma versão restaurada e digitalizada de “Trás-os-Montes”, que classificam como uma “obra maior do cinema português”.

“No Porto serão exibidos: ‘Jaime’ (1974), ‘Trás-os-Montes’ (1976), ‘Ana’ (1985) e ‘Rosa de Areia’ (1989), num programa que reafirma a importância do seu trabalho [da dupla de realizadores], no contexto de um país entregue à ditadura, e questiona a forma como o seu trabalho viria a influenciar aquilo que é, hoje, o cinema português”, pode ler-se na informação enviada à Lusa.

“Enquanto professor na Escola Superior de Teatro e Cinema, António Reis formou uma geração de profissionais — hoje reconhecidos internacionalmente — e uma legião de admiradores confessos: Pedro Costa, João Pedro Rodrigues, Manuel Mozos, Vítor Gonçalves, Joaquim Sapinho, Pedro Caldas, entre outros. A herança resiste ainda nos mais novos, de Marta Mateus a Mariana Caló e Francisco Queimadela”, indicou o Porto/Post/Doc, que sublinhou que Reis e Cordeiro “ocupam um lugar absolutamente singular na história do cinema português”.

Entretanto, estão abertas as inscrições para a oficina que vai ter como título “Texts of muteness: maternal silences and cinema as an expressive mode” (“Textos da mudez: silêncios maternais e o cinema como um modo expressivo”, em tradução livre do inglês), dirigida pela investigadora britânica Laura Mulvey.

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora. Veja aqui um exemplo.