“Escrevi essa letra numa fase em que vivia um dilema profissional: Ou continuava seguindo uma carreira estável e infeliz ou virava a chave e mergulhava de cabeça atrás de um sonho de vida totalmente improvável (“Eu não sou quem quero ser”).

A alusão ao remédio ansiolítico aconteceu devido a casos de amigos próximos e familiares que costumavam “curar” suas diferentes frustrações de vida através da auto-medicação com anti-depressivos.

A ideia da música é gerar uma reflexão onde até que ponto o uso do remédio realmente é necessário, ajudando a pessoa a tratar o problema e até que ponto ele serve apenas como uma forma de camuflar uma vida infeliz.”

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.

Facebook Comments