Fechar a boca e malhar, igual corpo dos sonhos. Certo? A princípio, a equação pode até parecer correta, se a ideia for entrar naquele famoso efeito sanfona: emagrece, engorda, emagrece… Porém se a proposta é emagrecer com qualidade de vida e, o melhor, sem sofrimento e dietas restritivas, a opção não é a mais acertada. A Profa. Esp. Taciana Panuncio, nutricionista e coordenadora do NUTRIFESB (ambulatório de nutrição da FESB), garante que a fórmula para um emagrecimento saudável e definitivo pode ser muito mais simples do que se imagina e passa bem longe do martírio e sacrifício.

E para comprovar que isto é possível, a nutricionista convida mulheres que tenham o propósito de emagrecerem com qualidade de vida, a participarem da quarta turma do projeto Repensar o Comer da FESB. Pelo projeto já passaram mais de 60 mulheres. “E todas aquelas que chegaram até o final do programa se declararam satisfeitas com os resultados”, ressaltou Taciana Panuncio.

A nutricionista explicou que o diferencial do programa é o fato dele não se tratar de dieta. “O foco é orientar mulheres acima do peso, a terem autonomia sob sua própria alimentação. Ou seja, não impor restrições alimentares e sim conscientização”. Para isto, os participantes têm o acompanhamento de equipe de nutricionistas do NUTRIFESB, professores dos cursos de graduação em Nutrição e Educação Física da FESB, além de psicólogos convidados. Os encontros contam com dinâmicas lúdicas e vivências a fim de levar o paciente a um autoconhecimento, e a identificação do que o leva ao ato de comer, muitas vezes de forma compulsivamente.

Para participar do programa basta fazer a inscrição no NUTRIFESB (4035-7823). Os encontros acontecem, semanalmente, às 15h, na FESB. A previsão de início é em agosto e a duração de 3 meses.