As oitavas de final da Copa Libertadores começam nesta terça-feira, com a presença de dois times brasileiros em campo na casa de rivais argentinos. O Cruzeiro enfrenta o River Plate às 19h15 (de Brasília), no Monumental de Nuñez, e o Palmeiras encara o Godoy Cruz, às 21h30.

Pensando nisso, o DataESPN cruzou dados, estatísticas e curiosidades para entender como jogam River Plate e Godoy Cruz e mostrar pontos de atenção para Cruzeiro e Palmeiras, respectivamente.

O atual campeão da Libertadores chega ao mata-mata apostando na posse de bola e nas finalizações, além de mostrar eficiência em evitar que a sua meta seja atingida pelo ataque rival. Resultado: 10 gols pró, 5 gols contra.

Como o River se classificou: na primeira fase, o time terminou na segunda posição do grupo A, com 10 pontos, 4 a menos que o líder Inter. O duelo com o time colorado foi marcado pelo equilíbrio: 2 a 2 no Beira-Rio, mesmo placar no Monumental.

É um time que não gosta muito de ficar com a bola nos pés, o que causou uma economia nos gols marcados (5). Por outro lado, também se mostra eficiente na defesa (3 gols sofridos). Alerta: o volante Juan Andrada é a base do sistema defensivo.

Como o Godoy Cruz se classificou: o time estava em um dos grupos mais fracos – e mais equilibrados – da primeira fase. A equipe argentina acabou na segunda posição do grupo C, com 9 pontos, mas perdeu no desempate para o líder Olimpia.

Curiosidade: o Godoy Cruz fez uma péssima campanha até a quarta rodada, quando acumulou três empates e uma derrota. As duas vitórias na reta final garantiram a suada classificação ao mata-mata.