Em 1982, a Unesco instituiu o dia 29 de abril para artistas e profissionais da área celebrarem, reconhecem a importância e dar maior visibilidade à dança. A escolha da data não foi por acaso, pois esta é o dia do nascimento do francês Jean-Georges Noverre (1727-1810), que escreveu um conjunto de cartas sobre o balé de sua época, as chamadas Letters sur la Danse.

Aqui no Brasil, o dia escolhido coincide com o aniversário de Marika Gidali, a bailarina que fundou o Ballet Stagium em 1971 em São Paulo, para inaugurar no Brasil uma nova maneira de se fazer e apreciar dança.

Várias mulheres, que hoje são ícones de beleza e talento, deram seus primeiros passos no corpo de balé do Domingão do Faustão, no ar há quase 30 anos. Ao todo, já passaram por ali 288 mulheres e, entre elas, você nem deve lembrar já estiveram ícones como Sabrina Sato e Mirella Santos.

Antes de dizer seu primeiro “oi, gente” na terceira edição do Big Brother Brasil, ainda na infância, Sabrina Sato fez curso de teatro e balé clássico em Penápolis, sua cidade natal, no interior de São Paulo. Aos 16 anos, se mudou para São Paulo com a família onde se aprimorou nos estudos de balé clássico e cursou dança contemporânea. Se mudou para o Rio de Janeiro dois anos depois para cursar dança na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Aos 19, se tornou dançarina do Domingão do Faustão, onde permaneceu por apenas um ano. Em 2003, finalmente entrou no BBB, depois passou no Pânico e hoje tem programa solo na Record.

Mirella Santos integrou o balé do Faustão por dois anos e chamava a atenção por sua beleza. A bailarina ganhou o concurso Amor a Bordo do Caldeirão do Huck, participou de dois clipes de Latino e ganhou mais visibilidade no reality show A Fazenda, na Record TV. Saindo de lá, virou repórter de programa e hoje tem um canal no Youtube. Ela é casada com o humorista Ceará, que está na Dança dos Famosos, no mesmo programa de onde ela saiu.

Por uma grande coincidência, Juliana Alves não só dividiu a terceira edição do Big Brother Brasil com Sabrina Sato, mas também este no mesmo período no balé do Domingão do Faustão. A carioca se formou em Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, mas encontrou no curso de dança um grande talento: a professora a indicou para o coreógrafo do Domingão do Faustão e ela foi escolhida imediatamente. Em 2002, ela foi abordada por produtores do BBB, fez testes e entrou no reality. Depois seguiu a carreira de atriz e seu último trabalho foi em O Tempo Não Para.

Pouca gente sabe, mas Julianne Trevisol é formada em dança pelas modalidades de balé clássico, jazz, sapateado, salão e contemporânea. Em 1999, aos 16 anos, entrou para o balé do Domingão do Faustão, no qual ficou por quatro anos. Ainda no dominical, ela fez uma participação como atriz em Os Normais e Malhação, ambos em 2002, e se apaixonou pela profissão. Fez diversas novelas e seu último trabalho na Globo foi em 2005 como Lu em Totalmente Demais.

Aos 13 anos, Thaíssa Carvalho fez um curso de atuação no renomado Teatro Tablado e descobriu sua vocação artística. Ganhou o primeiro emprego como bailarina no Domingão em 2012, mas seu sonho de ser atriz falou mais alto e já fez várias novelas na Globo e seu último trabalho foi como Andressa em A Regra do Jogo (2015). Em 2009, ela voltou ao palco de Fausto Silva como homenageada no quadro Arquivo Confidencial.

Muita gente ainda lembra de Carol Nakamura fazendo os merchandisings do Domingão do Faustão. A bailarina ficou por mais de 10 anos no programa – entre 2005 e 2016 – e passou por outros setores como assistente de palco e apresentadora de um quadro de aventuras pelo Brasil. Decidiu abandonar tudo quando foi convidada para interpretar Hirô na novela Sol Nascente e teve uma despedida muito emocionante no palco.

“Vai verão, vem verão e tudo segue 100%…” Só de ler este trecho do jingle de uma cervejaria, você vai se lembrar imediatamente de Aline Riscado. Formada em balé clássico, ela iniciou no balé clássico aos três anos de idade e, aos 10, se matriculou em uma escola de dança no Rio de Janeiro. Após vários testes, a morena entrou para o Domingão do Faustão em 2011 e lá ficou até 2014. Já foi rainha de bateria da escola de samba carioca Caprichosos de Pilares no mesmo ano que saiu da atração dominical.

Carioca da gema, Robertha Portella venceu o concurso Musa do Brasileirão em 2006, representando o Clube de Regatas Flamengo e, dois anos depois, passou a integrar o elenco de dançarinas do Domingão do Faustão, onde ficou até 2012. Ao deixar a emissora, participou da quinta edição de A Fazenda, da Record TV, e estrelou em várias novelas na emissora. Em 2018, voltou à casa para interpretar Ariadna em Segundo Sol.

Maíra Charken foi integrante do balé do Domingão do Faustão entre 1999 e 2001 e, no ano seguinte, tentou uma vaga no reality Popstars, do SBT, que consagrou o Rouge. Seguiu a carreira de atriz e em 2011 entrou na 19ª temporada de Malhação como Vera e quatro anos depois interpretou uma personagem homônima em Babilônia. Em 2016, foi anunciada como nova apresentadora do Vídeo Show, mas ficou por pouco tempo na bancada. Hoje se dedica ao seu canal no Youtube e à maternidade.