A cantora de country pop Carrie Underwood lançou este mês um aplicativo fitness com exercícios para emagrecer sem sair de casa. Ela não é a primeira celebridade a fundar apps com propostas distantes da carreira artística — por exemplo, Dwayne Johnson, conhecido como The Rock, tem um despertador “motivacional” sem opção de soneca para incentivar usuários a atingirem suas metas.

Já o vencedor do Oscar de Melhor Ator Leonardo DiCaprio é curador e investidor do chamado “Shazam da arte”, que identifica pinturas a partir de fotos. Confira, na lista a seguir, aplicativos um tanto curiosos que foram criados ou são apoiados por celebridades.

O aplicativo Magnus foi lançado em 2016 na App Store e Google Play Store, e funciona como um “Shazam para arte”, como apelidou o próprio criador Magnus Resch. Basta tirar uma foto da obra de arte pelo aplicativo para ter acesso a informações como o nome do autor, ano, título e preço da peça, além do histórico de exibição da obra em questão.

DiCaprio, grande entusiasta das artes, tornou-se investidor do aplicativo em 2018, por acreditar que a “arte visual é uma ferramenta importante para divulgar ideias, memorizar a história e aproximar pessoas por meio de uma proposta comum”, segundo declaração em nota ao site ArtNet News.

Criado pela atriz Maisie Williams, a Arya Stark de Game of Thrones, o Daisie é um aplicativo que se propõe a conectar talentos. O app está disponível para download gratuito apenas para iPhone (iOS), e tem o objetivo principal de criar uma rede colaborativa entre mentes criativas, em que artistas experientes possam ajudar e dar suporte aos artistas novatos, principalmente por meio da colaboração em projetos.

A cantora e ex-apresentadora do programa de TV American Idol criou o app Fit52 com a ajuda de seu personal trainer, e a plataforma define ser “uma abordagem nova e equilibrada ao bem-estar”. O app sugere uma lista de exercícios baseada em um curto questionário inicial, em que o usuário deve informar o quão é avançado e comprometido com exercícios. Os treinos trazem vídeos-guia, em séries diárias de 30 minutos para as 52 semanas do ano e, além disso, é possível adaptar e modificar o treino de acordo com suas necessidades.

O ator é conhecido por ser grande entusiasta de máquinas de escrever e, por esse motivo, lançou em 2014 o app Hanx Writer, que transforma o iPad ou iPhone em uma nova versão das máquinas datilográficas. Disponível para iOS, o aplicativo de Hanks promete a experiência de escrever em uma máquina antiga, com direito ao visual vintage e aos barulhos típicos do teclado e do espaço das máquinas de escrever do passado.

O The Rock Clock é o aplicativo de alarme motivacional do The Rock. O app foi criado de acordo com o hábito do lutador de acordar todos os dias às 4h. The Rock Clock se propõe a te ajudar “a definir metas e acordar cedo todos os dias para alcançá-las”. Disponível para iPhone (iOS) e Android, o The Rock Clock acorda usuários com músicas motivacionais cantadas pelo próprio The Rock, e não possui botão de “soneca”.

O aplicativo educativo Biophilia está disponível para iPhone (iOS) e Android, e compreende tópicos que envolvem ciências e música. O app da cantora islandesa tem cumprido sua proposta, e vem sendo utilizado em escolas nos Estados Unidos e na Islândia desde o lançamento em 2011. Custando US$ 12,99 (cerca de R$ 61), Biophilia explora questões científicas relacionadas à natureza da luz, à força da gravidade e aos efeitos de maré, e pode atuar como complementação pedagógica para crianças entre 10 e 12 anos.

Comentários