Foto: GettyImages

O vinagre de maçã é um dos produtos naturais mais usados pelas pessoas para cuidar da saúde, com afirmações de quem usa de que ele pode fazer quase tudo, incluindo higienizar escovas de dente, curar diabetes e reduzir medidas.

Quais são os reais benefícios do vinagre de maçã, de acordo com a ciência? A CNN perguntou à sete especialistas e analisou dezenas de estudos para apresentar os fatos para você. Aqui estão cinco maneiras de o vinagre de maçã ou qualquer vinagre ajudar na saúde – além de algumas crenças populares que não foram provadas.

Redução do açúcar no sangue

Uma simples busca na internet vai dizer que o uso mais corriqueiro do vinagre de maçã está relacionado ao controle do diabetes.

A nutricionista Carol Johnston vem estudando os efeitos do ácido acético, o principal componente do vinagre, nos níveis de glicose no sangue de diabéticos desde 2004.

Leia mais

Nenhum vinagre, incluindo o de maçã, alterou ou preveniu significativamente o diabetes, disse Johnston, professora de nutrição e reitora do College of Health Solutions, da Universidade Estadual do Arizona.

“Se eu fosse mostrar que o vinagre retarda a progressão ao diabetes, precisaria de centenas de pessoas e milhões de dólares para fazer estudos, porque o diabetes pode ter muitas causas, incluindo genética”, disse Johnston.

Mas estudos mostram que o ácido acético pode ser usado como uma ferramenta para ajudar as pessoas a reduzir o açúcar no sangue. Um ensaio clínico de 2019 encontrou “uma diminuição de 10 pontos nas concentrações de glicose em jejum” entre aqueles que “usavam duas colheres de vinagre em um copo d’água duas vezes ao dia (no almoço e no jantar).”, disse a pesquisadora.

Na pesquisa de Johnston, as pessoas que mais se beneficiaram com o uso do vinagre eram resistentes à insulina, uma condição chamada de pré-diabetes.

“Em pessoas com pré-diabetes, era bom demais para ser verdade”, disse ela. O nível de açúcar no sague “caiu um bocado, e continuou assim. Pode ser esse o grupo que mais se beneficiaria (do uso do vinagre).”

Não é apenas vinagre de maçã – a resposta antiglicêmica pode ser induzida por qualquer tipo de vinagre: vinagres de vinho tinto e branco, vinagre de romã ou mesmo vinagre destilado branco.

Mas, só funcionou na presença de um amido, ela enfatizou.

“Basicamente, o que o ácido acético está fazendo é bloquear a absorção do amido”, disse Johnston. “Se meus participantes do estudo comerem amido e adicionarem vinagre, a glicose no sangue diminuirá. Mas se eles beberem água com açúcar e adicionarem vinagre, nada acontece. Então, se você estiver comendo bacon e ovos, não adianta. Só ajuda se você está consumindo um amido.”

Se você decidir usar vinagre de maçã, não deixe de avisar o seu médico, disse a nutricionista Lisa Drayer, que contribui para a CNN.

“Se você está tomando um remédio para diabetes, o vinagre pode amplificar os efeitos de seus remédios”, alertou ela, “e seu médico pode querer ajustar sua dosagem”.

Perda de peso

A perda de peso é um objetivo buscado por muitos dos que aderem ao vinagre de maçã, e há algumas evidências de que ele realmente pode ajudar.

O estudo mais citado foi feito com 175 japoneses acima do peso, mas saudáveis. O tratamento de 12 semanas produziu reduções de peso, índice de massa corporal, gordura visceral, medidas da cintura e níveis de triglicerídeos. Parece ótimo, certo?

“As pessoas realmente não perdiam tanto peso”, disse Drayer. “Apenas 1 a 2 kg em três meses em comparação aos que tomavam um placebo, que perdiam 0,15 kg por semana.”

Johnston concordou que o estudo mostrou “uma perda de peso muito, muito modesta. Na verdade, eu diria que a maioria das pessoas que fazem dieta por 12 semanas e perdem apenas alguns quilos não ficam muito felizes”.

Leia também  Senado prorroga uso de fundos de saúde por estados e DF

Se você estiver usando vinagre de maçã ou outros vinagres como parte de um programa geral, combinando o líquido com uma dieta saudável, controle de porções e exercícios, isso pode ajudar, disse Drayer. Ela sugeriu usar vinagre balsâmico em saladas, na proporção de 4: 1 com óleo, ou adicioná-lo a molhos para aves e peixes.

“Se você estiver fazendo todas as outras coisas para perder peso, isso pode dar uma ligeira vantagem. Além disso, se você incluir água, isso é bom, pois a água faz você se sentir satisfeito”, disse Drayer.

“Às vezes, as pessoas ficam realmente animadas ao tentar algo novo e, então, seus outros comportamentos também mudam”, acrescentou ela. “Se isso ajuda as pessoas a serem mais cuidadosas em geral, isso é uma coisa boa.”

Mas tenha cuidado. Um artigo publicado no ano passado por Johnston apontou que o vinagre pode corroer o esmalte dos dentes. “Isso enfatiza a importância de tomar o vinagre diluído e com uma refeição para minimizar esse efeito”, disse Johnston, acrescentando que, “beber com um canudo pode ser ainda melhor!”

Limpeza e clareamento de dentes

Falando em dentes …

“Algumas pessoas gostam de usá-lo para remover manchas e branquear os dentes”, de acordo com um dos muitos textos na internet.

“Soltei um suspiro quando li sobre isso! Isso me fez estremecer, para ser honesta com você”, disse a dentista de Chicago e porta-voz da American Dental Association, Alice Boghosian. “Você está colocando ácido nos dentes, a última coisa que você deveria fazer para melhorar sua saúde bucal.”

Um pH de 7 é neutro e qualquer coisa com menos que isso é ácido, disse Boghosian, acrescentando que muitos dos populares vinagres de maçã estão na faixa de pH de 2 a 3, quase o mesmo que o ácido do estômago.

“Qualquer coisa ácida que entre em contato com os dentes desgastará o esmalte, a camada protetora, e isso causará cáries”, acrescentou Boghosian. “Isso é totalmente errado, a menos que você queira fazer mais visitas ao seu dentista.”

Uma opção mais saudável seria escovar os dentes duas vezes ao dia por dois minutos com um creme dental branqueador com o selo da American Dental Association, disse ela. “Isso mostra que ele foi testado para fazer o que deveria fazer.”

Outros textos promovem o enxágue da boca com vinagre de maçã, molhar dentaduras com uma mistura diluída ou usá-la para limpar uma escova de dentes.

“Você só precisa enxaguar a escova de dente e tirar toda a pasta de dente. Isso é tudo o que você precisa fazer”, disse Boghosian. “Limpar dentaduras ou enxaguar com vinagre não é uma boa ideia. Também pode colocar seus dentes em risco. E imagine como isso pode afetar o metal em dentaduras próteses parciais”

Picadas de mosquito

A internet também deu ao vinagre de maçã o poder de tratar infecções de pele e acne, de combater piolhos e caspa, remover verrugas e até prorrogar o envelhecimento.

“Vai secar uma espinha, mas não é um método antienvelhecimento”, disse a dermatologista Marie Jhin, porta-voz da American Academy of Dermatology. “Eu não recomendaria. Temos métodos muito mais eficazes e seguros hoje do que esse.”

Embora possa ajudar com queimaduras solares, existem muitos outros bons remédios, então “não costumamos sugerir isso aos pacientes”, disse Jhin.

Um uso com o qual ela pode concordar: “Eu adoro (usar em) picadas, especialmente picadas de mosquitos. É um remédio caseiro muito subutilizado. Se você recebeu muitas picadas, coloque dois copos de vinagre em uma banheira cheia de água e mergulhe. Vai ajudar com a coceira”, disse ela.

Mas não recorra a ele para se livrar de piolhos ou verrugas. Um estudo descobriu que o vinagre é o método natural menos eficaz para eliminar os piolhos e, quanto às verrugas, “são causadas por um vírus, portanto não há cura”, explicou Jhin.

Leia também  Para quem quer emagrecer, é uma boa trocar refrigerante normal pelo zero? - Campos 24 Horas

“Você pode passar uma versão diluída de vinagre de maçã em uma verruga com um cotonete, e isso vai ajudar a remover a pele morta, mas não será tão rápido ou eficaz quanto o que fazemos no escritório”, disse ela. “Aparamos, cortamos ou queimamos a verruga com um nitrogênio líquido.”

Outro porta-voz da American Academy of Dermatology, Michael Lin, diretor do Instituto de Dermatologia Avançada e Câncer de Pele em Beverly Hills, tem uma perspectiva mais negativa sobre o uso doméstico.

“Tive alguns pacientes prejudicados pelo vinagre de maçã”, explicou Lin. “Um exemplo terrível foi um homem tentando tratar verrugas genitais. Quando ele entrou no escritório, a área inteira estava queimada pelo vinagre.

“Não sei se ele estava usando com força total, mas o que quer que ele estivesse fazendo, fez em exagero”, continuou. “Ele provavelmente terá cicatrizes permanentes por causa desse tratamento caseiro natural.”

Lin disse que se sente mais confortável recomendando o vinagre branco destilado, já que ele é criado com uma formulação padronizada de 5% de acidez.

“Com vinagre de maçã, você não sabe que intensidade terá”, disse Lin. “Depende da marca, e mesmo entre os lotes dentro de uma mesma marca você pode obter diferentes concentrações de acidez.”

“Se você decidir usar vinagre de maçã, tente comprar uma marca que indique claramente o nível de acidez. E faça o que fizer, não use com força total.”

Ele sugeriu uma proporção de 1:10.

Limpador de uso geral

Por causa das propriedades antimicrobianas do vinagre de maçã, ele é frequentemente sugerido para ajudar na limpeza doméstica.

O ácido é eficaz contra o mofo, mas de acordo com o Pesticide Research Institute, uma empresa de consultoria ambiental, o sal, o suco de limão, o peróxido de hidrogênio e o bicarbonato também são.

Muitos deles também cheiram melhor.

O vinagre de maçã é biodegradável. Assim como espuma de sabão, ele é ótimo contra sujeira alcalina e resquícios de minerais que vêm junto com a água da torneira por causa de seu baixo pH.

Ao contrário do que pode se pensar, a junção de vinagre e água não fica como uma graxa, como fica uma mistura de óleo e água. Por que não? O vinagre e a água não se atraem como a água e o óleo. Portanto, não formam uma mistura homogênea.

O vinagre de maçã ou outros vinagres higienizam ou desinfetam a casa? Provavelmente não o suficiente para fazer você se sentir livre de germes.

O estudo de 1997 mostrou que o vinagre não diluído teve algum efeito sobre bactérias como E. coli e salmonela, mas um estudo conduzido em 2000 não mostrou nenhum impacto real contra E. coli ou S. aureus, a bactéria estafilococo comum responsável pela maioria das infecções de pele e tecidos moles.

Esse estudo de 2000 também mostrou que os vinagres são bastante eficazes contra a bactéria Pseudomonas aeruginosa, encontrada principalmente em hospitais e banheiras de hidromassagem não tratadas. Também foi eficaz contra Salmonella enterica, uma versão rara da salmonela, transmitida por porcos.

Se você decidir usar vinagre para limpar sua casa, nunca o misture com água sanitária ou amônia, porque criará gases tóxicos de cloro ou cloramina.

Conservante de alimentos

Usado durante séculos para conservar alimentos como picles e ovo de codorna, o vinagre está se tornando popular como conservante natural em produtos processados.

A maioria das conservas caseiras usa vinagre branco destilado 5% porque não afeta a cor dos vegetais ou frutas, mas o vinagre de maçã é uma escolha popular devido ao seu sabor suave e frutado. Saiba, no entanto, que isso deixará a maioria das frutas e vegetais escuros.

Outro uso popular para vinagres é na lavagem de alimentos para reduzir bactérias ou vírus na superfície de frutas e vegetais. Os estudos tiveram resultados variados e a eficiência pode depender do tipo de fruta ou vegetal e do tempo mergulhado na solução de vinagre.

Leia também  Covid-19: óbitos passam de 240 mil e casos somam quase 10 milhões

O Centro Nacional de Colaboração para Saúde Ambiental do Canadá afirma que os vinagres “podem danificar as propriedades organolépticas dos produtos”, ou seja, seu sabor e cheiro, e têm “eficácia antimicrobiana limitada”.

Tosse e dor de garganta

O uso do vinagre para fins medicinais começa com o pai da medicina moderna, Hipócrates. Ele misturava o produto com mel para usar contra tosses crônicas e dores de garganta, e a sugestão continua atual, pelo menos, na internet.

Muitos pais podem pensar que essa é uma opção natural e segura para seus filhos. A American Academy of Pediatrics não tem uma posição oficial sobre o uso de vinagre de maçã ou outros vinagres como um auxílio à saúde, mas a porta-voz, Jennifer Shu, recomenda cautela.

“Eu pensaria que o vinagre irritaria ainda mais a garganta”, disse Shu, pediatra de Atlanta e autora do livro Food Fights, sobre nutrição infantil. “Mas dilui-lo e misturá-lo com outros ingredientes, como sal ou mel, pode diminuir qualquer dor que o vinagre possa causar.”

Johnston, da Universidade do Arizona, adverte sobre o risco de, ao tomar vinagre, inalá-lo sem querer e machucar os pulmões.

“O vinagre tem um cheiro forte e um gosto amargo, então, se você levá-lo para os pulmões enquanto engole”, disse ela, “pode queimar um pouco os pulmões, porque é um ácido.”

“Também pode queimar o esôfago”, disse Andrew Freeman, diretor de prevenção cardiovascular do National Jewish Health, em Denver. “E se você está predisposto a refluxo, úlceras ou problemas estomacais, isso certamente pode piorar tudo.”

Doenças cardíacas e câncer

Estudos mostram que o vinagre pode reduzir a pressão arterial, triglicerídeos e colesterol total em roedores alimentados com uma dieta rica em gordura e colesterol. Mas estudos completos não foram conduzidos em humanos.

Freeman, que atua no conselho de prevenção do Colégio Americano de Cardiologia, em Washington, disse que poderia haver algum benefício ao coração devido às suas propriedades antioxidantes, como outras frutas e vegetais saudáveis, como brócolis e mirtilo.

“Existem alguns indicadores de que o uso do vinagre pode melhorar a saúde arterial e o colesterol no sangue, e há ainda mais poder se combinado com vegetais de folhas verdes”, disse Freeman.

“Os dados não são particularmente fortes ou definitivos, mas a saúde vascular pode ser melhorada”, disse Freeman. “O melhor para evitar doenças cardíacas é fazer exercícios e seguir uma dieta baseada em vegetais com baixo teor de gordura.”

Freeman recomenda ainda o uso de vinagre de maçã ou outros vinagres em saladas para maximizar os benefícios e reduzir quaisquer reações à acidez.

E o câncer? Cientistas japoneses inibiram o desenvolvimento da leucemia e de outras células cancerosas em placas de Petri, expondo-as ao vinagre de cana-de-açúcar e ao vinagre de arroz japonês. Outros estudos mostraram uma redução nos tumores e uma vida prolongada ao adicionar vinagres de arroz à água potável e à comida em ratos e camundongos, respectivamente.

Mas estudos em humanos são inexistentes.

Afinal, o vinagre de maçã está à altura de sua reputação positiva na Internet? Nem tanto. Primeiro porque alguns de seus benefícios não foram comprovados. E, segundo, que quase qualquer outro vinagre pode produzir os mesmos benefícios.

Existem também algumas desvantagens sérias no uso do vinagre se usado com força total e de forma inadequada. Como os especialistas sugerem, certifique-se de verificar com seu médico antes de usar.

“Quando você faz uma pesquisa por vinagre de maçã, você vê muitas alegações e as pessoas acabam aderindo em busca de uma cura natural para tudo “, disse Drayer.

“Se alguma dessas afirmações é baseada na ciência, aí é outra questão.”

Comentários