ROMA, 27 DEZ (ANSA) – O “Dia V” da vacinação contra o coronavírus Sars-CoV-2 em toda a União Europeia neste domingo (27) viu trabalhadores da saúde, idosos e políticos serem os primeiros a receberem as doses do imunizante da Pfizer e da BioNTech.   

Na Itália, a escolha do dia simbólico ocorreu no Instituto Lazzaro Spallanzani, de Roma, referência nacional em doenças infecciosas. Às 7h20 (3h20 no horário de Brasília), a enfermeira Claudia Alivernini, o operador de saúde Omar Altobelli e a diretora do laboratório de virologia do Instituto, Maria Rosaria Capobianchi, foram os primeiros a receberem a BNT 162b.   

Já em Berlim, na Alemanha, Edith Kwoizalla, de 101 anos, que mora em um asilo de Steglitz, foi a primeira imunizada às 7h45 (3h45). No entanto, o país foi um dos que “furou” o dia de vacinação, tendo já dado doses em um asilo de Halberstadt no sábado (26) – assim como aconteceu na Hungria.   

Na França, um idosa de 78 anos chamada Mauricette foi a primeira a receber sua vacina contra a Covid-19 em Sevran, na periferia de Paris. Na Espanha, Araceli Rosario Hidalgo, 96 anos, moradora de uma casa de repouso em Los Olmos, foi a primeira a receber a vacina, seguida por uma das funcionárias da residência, Mónica Tapias, 48 anos.   

“Hoje, Araceli e Mónica representam uma nova etapa esperançosa.   

Um dia para a emoção e para a confiança”, escreveu no Twitter o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez.   

Já o presidente da França, Emmanuel Macron, também usou a rede social para falar sobre as prioridades da vacinação no país e disse que “temos uma nova arma contra o vírus: a vacina”.   

Na República Tcheca, um dos primeiros a receber a BNT 162b foi o premiê Andrej Babis. Além do líder político, em Praga, foi vacinada também a idosa Emilie Repikova, 95 anos.   

Leia também  Emagrecer 48kg ou 9kg: qual é sinônimo de saúde? O número menor, na vida de atendente | eu atleta

Ao todo, a União Europeia já garantiu mais de 1,3 bilhão de doses de vacinas contra o coronavírus – podendo aumentar para mais de 1,965 bilhão – de seis empresas diferentes: Pfizer/BioNTech, Moderna, Johnson & Johnson, Curevac, AstraZeneca/Universidade de Oxford e Sanofi/GSK. (ANSA).   

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline+ Conheça o phloeodes diabolicus “o besouro indestrutível”+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa+ Juliana Caetano posa com look natalino e provoca fãs: “Amor, gostou?”
+ Mulher é atropelada por seu próprio Range Rover e viúvo diz que botão da marcha é o culpado; veja o vídeo+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica + Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago+ Cinema, sexo e a cidade+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

close

🤞 Não perca nada!

Assine nossa newsletter e receba novidades e ofertas exclusivas!

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

Conheça o Desafio 19 dias!