Fazer dieta não é fácil, mas, a cada dia que passa cresce a aderência da população por um estilo de vida mais saudável. Uma pesquisa do IBOPE, encomendada pela Bayer, mostrou que 84% dos brasileiros querem ter uma vida mais saudável, mas, sentem dificuldade.

O levantamento apontou que os brasileiros acreditam que alimentação saudável é a principal definição de autocuidado: 87% concordam que a saúde é resultado do que se come e 81% dos entrevistados gostariam de se alimentar melhor.

Uma boa alimentação, aliada aos exercícios físicos e outros hábitos como: evitar o tabagismo e o consumo excessivo de bebidas alcoólicas é um bom caminho para quem quer melhorar sua qualidade de vida. Essas mudanças, também podem ajudar na perda de peso, um grande problema do Brasil.

No país, mesmo com a o alto índice de pessoas buscando uma vida mais regrada, de acordo com estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o percentual da população com mais de 20 anos considerada obesa mais que dobrou entre 2003 e 2019, passando de 12,2 para 26,8%.

“Com a correria do dia a dia as pessoas acabam optando por comidas prontas – fast-food ou industrializados, alimentos com alto teor de gorduras saturadas. Isso está diretamente relacionado ao ganho de peso”, reforça a nutricionista Tatiana Amalfi. A especialista ressalta a importância da alimentação para uma vida mais saudável “O segredo para uma vida mais saudável, inclusive pensando na prevenção de doenças é que as pessoas se alimentem melhor. Descascassem mais e desembalassem menos”, destaca a especialista.

Para ajudar na busca por uma rotina mais saudável e auxiliar na perda de peso, confira algumas dicas simples, que podem ser incluídas e praticadas no dia a dia do brasileiro fazendo toda a diferença na balança.

É isso mesmo, poucas coisas estão tão na mesa do brasileiro como o arroz. Mesmo com a fala de especialistas e estudos dizendo que para emagrecer não é necessário tirar o alimento da dieta, muitos acreditam que o arroz é o grande vilão para quem quer perder peso. Para os fãs daquele arroz fresquinho, os pesquisadores da Faculdade de Ciências Químicas do Sri Lanka têm uma boa notícia. Os especialistas descobriram um truque científico que utiliza o óleo de coco, tão presente no mercado brasileiro, para reduzir em até 60% as calorias do arroz.

Para chegar a esse feito, os experts adicionaram uma colher de chá de óleo de coco na água fervente usada no cozimento de 1/2 xícara de chá de arroz. Após 40 minutos no fogo, a preparação ficou na geladeira por 12 horas. Os pesquisadores notaram que o procedimento aumentou em 10 vezes a concentração de amido resistente do arroz branco comum e isso leva a uma redução de até 60% na quantidade calorias do alimento.

Saladas são uma fonte de vitaminas muito grande. Quando composta principalmente por folhas, tem uma quantidade muito baixa de calorias e grande teor de fibras alimentares.

Beber muita água só traz benefícios para o corpo. O recomendado é beber pelo menos dois litros por dia. Ingerindo essa quantidade você consegue manter sua pele hidratada, melhorar o sistema imunológico e ajuda no processo de perda de peso.

A ingestão de refrigerante no cotidiano é prejudicial à saúde, porque a bebida possui grande quantidade de sódio. Especialistas frequentemente ligam o consumo exagerado de refrigerantes a problemas renais e à hipertensão. Procure substituir o refrigerante por sucos naturais ou chás gelados e claro, não esqueça da água.

A prática de atividade física é fundamental para quem quer ter uma rotina saudável. É importante destacar que é recomendado que seja praticada com o acompanhamento de um profissional físico.

Comentários