Nesta sexta-feira, a Seleção Brasileira voltará a usar camisa branca em um jogo de competição após 66 anos. O uniforme vai estar em campo no jogo contra a Bolívia, às 21h30 desta sexta-feira, no Morumbi, no duelo de abertura da Copa América. O retorno da camisa é uma homenagem aos 100 anos do primeiro título do Brasil no Campeonato Sul-Americano, em 1919. A competição foi a precursora da Copa América e, em 1919, o Brasil jogava de branco.

– A Seleção Brasileira nasceu de branco. No dia 21 de julho de 1914, no estádio das Laranjeiras, a Seleção Brasileira enfrentou o Exeter City, time da Inglaterra. O Brasil venceu por 2 a 0 jogando de camisa branca com um detalhe azul em cada manga, calção branco e meiões pretos.

– Por conta de jogar de branco, a Seleção precisou atuar de azul pela primeira vez em uma Copa do Mundo. Foi em 1938, logo na estreia, nas oitavas de final. Brasil e Polônia tinham camisas brancas. O Brasil perdeu sorteio e correu contra o tempo para conseguir camisas na cor azul. Sequer deu tempo para costurar o símbolo da CBD (Confederação Brasileira de Desportos). O Brasil ganhou o jogo por 6 a 5, na prorrogação.

– A camisa branca ficou marcada pelo vice na Copa do Mundo de 1950 e, para a Copa de 1954, o jornal carioca “Correio da Manhã” abriu um concurso em 1953 para que pessoas de todo o país enviassem sugestões de modelos. Ganhou o modelo desenhado pelo gaúcho Aldyr Schlee, então com 19 anos, que como recompensa faturou o equivalente a R$ 20 mil e um estágio no Correio da Manhã, no Rio de Janeiro (RJ). A nova camisa, com amarelo como cor predominante, teve sua estreia no início de 1954 e desde então virou pentacampeã mundial.

– A camisa branca teve ainda algumas outras aparições depois de 1953. Em 1956, o Brasil enfrentou a Itália de branco em amistoso no San Siro. Um ano depois, o Brasil vestiu branco diante do Chile em jogo pelo Campeonato Sul-Americano, no Peru.

– Até mesmo para uma Copa a camisa branca voltou a ser levada. Em 1962, após a Seleção só ter viajado com camisas amarelas para a Suécia e passado sufoco para jogar a final, precisando comprar camisas azuis às pressas, a delegação foi para o Mundial do Chile também com o kit azul (como segundo uniforme) e o kit branco (como terceiro uniforme), apesar de ambos os uniformes alternativos não terem sido utilizados no fim das contas.

– A Seleção já usou camisa branca no século atual. Porém, foi apenas uma vez e em um amistoso. No dia 19 de maio de 2004, o Brasil enfrentou a França em amistoso que marcava as comemorações dos 100 anos da Fifa e reuniu as duas últimas seleções campeãs do mundo. A Seleção atuou no primeiro tempo com réplicas do modelo de 1914, com gola pólo branca e faixas em azul nas mangas.

– A final da Copa de 1950 não foi o último vice da camisa branca. A Seleção jogou o Campeonato Sul-Americano de 1953 de branco e também perdeu o título de forma dolorosa. A taça escapou em jogo de desempate contra o Paraguai, em derrota por 3 a 2.

Na última quarta-feira, o Botafogo anunciou de maneira oficial o retorno da Kappa ao posto de fornecedora de material esportivo do clube. No anúncio, no clima do Dia dos Namorados, o Glorioso ressaltou a história já vivida com a marca – que foi parceira do Alvinegro de 2004 a 2009. Com gancho no tema, o Blog Segunda Pele recorda abaixo as camisas antigas criadas pela Kappa para o clube. O contrato assinado vai até maio de 2021 e as novas camisas serão lançadas entre o fim de agosto e início de setembro. RELEMBRE AS CAMISAS DA MARCA 2004-2005 2005-2006 2006-2007 […]

Na última quarta-feira, o Botafogo anunciou de maneira oficial o retorno da Kappa ao posto de fornecedora de material esportivo do clube. No anúncio, no clima do Dia dos Namorados, o Glorioso ressaltou a história já vivida com a marca – que foi parceira do Alvinegro de 2004 a 2009. Com gancho no tema, o Blog Segunda Pele recorda abaixo as camisas antigas criadas pela Kappa para o clube. O contrato assinado vai até maio de 2021 e as novas camisas serão lançadas entre o fim de agosto e início de setembro. RELEMBRE AS CAMISAS DA MARCA 2004-2005 2005-2006 2006-2007 […]

Novidades reveladas para Porto e Galatasaray. Nos últimos dias, mostramos aqui as novas camisas titular e reserva do time português. Agora, o clube lançou oficialmente seu uniforme 3 para a temporada 2019/20219. Já no caso do Galatasaray, o site Footy Headlines vazou como será o novo uniforme 1 do time. VEJA AS NOVIDADES Novo uniforme 3 do Porto Clube vestido pela New Balance Novo uniforme 1 do Galatasaray Clube vestido pela Nike

Novidades reveladas para Porto e Galatasaray. Nos últimos dias, mostramos aqui as novas camisas titular e reserva do time português. Agora, o clube lançou oficialmente seu uniforme 3 para a temporada 2019/20219. Já no caso do Galatasaray, o site Footy Headlines vazou como será o novo uniforme 1 do time. VEJA AS NOVIDADES Novo uniforme 3 do Porto Clube vestido pela New Balance Novo uniforme 1 do Galatasaray Clube vestido pela Nike

Mais três clubes estão com novas camisas para a temporada 2019/2020: Real Sociedad (ESP), Villarreal (ESP) e Schalke 04 (ALE). As camisas 1 e 2 da Real Sociedad foram “vazadas na internet”. Já o Villarreal lançou oficialmente seus uniformes 1, 2 e 3. Por sua vez, o Schalke viu sua camisa 1 ser revelada pelo site Footy Headlines. VEJA AS NOVIDADES REAL SOCIEDAD Clube vestido pela Macron Camisa 1 Camisa 2 VILLARREAL Clube vestido pela Joma Camisa 1 Camisa 2 Camisa 3 SCHALKE 04 Clube vestido pela Umbro Camisa 1

Mais três clubes estão com novas camisas para a temporada 2019/2020: Real Sociedad (ESP), Villarreal (ESP) e Schalke 04 (ALE). As camisas 1 e 2 da Real Sociedad foram “vazadas na internet”. Já o Villarreal lançou oficialmente seus uniformes 1, 2 e 3. Por sua vez, o Schalke viu sua camisa 1 ser revelada pelo site Footy Headlines. VEJA AS NOVIDADES REAL SOCIEDAD Clube vestido pela Macron Camisa 1 Camisa 2 VILLARREAL Clube vestido pela Joma Camisa 1 Camisa 2 Camisa 3 SCHALKE 04 Clube vestido pela Umbro Camisa 1

Leonardo Martins se formou em jornalismo em 2009. Atualmente editor no LANCE!, chegou ao jornal em 2010. Sempre foi um admirador de camisas esportivas e em sua pequena coleção se destacam a xadrez da Croácia, o lindo manto do Dínamo de Kiev, a rubro-negra do Joinville de 1998, além das relíquias do Seattle Supersonics de Shawn Kemp e a camisa 11 de Bledsoe dos Patriots de 1996.

Vinícius Perazzini, 30 anos, editor do site do LANCE!. Começou no L!, na redação carioca, como setorista do Botafogo, posto ocupado entre 2009 e 2013. É editor do site desde agosto de 2013, migrando para a redação paulista do L! em agosto de 2016. Jornalista formado pela FACHA (RJ) em 2011 e pós-graduado em Marketing e Design Digital pela ESPM (RJ) em 2015. Colecionador de camisas desde 2002, já perdeu as contas de quantas tem. Certamente, mais de 80.