Quando ficou sabendo que a atriz Jane Fonda realizaria em Los Angeles uma manifestação para alertar sobre as mudanças climáticas, Sergio Marone, que está na cidade, fez questão de marcar presença para engrossar o coro na luta pelo meio ambiente. O protesto, organizado pela atriz de 82 anos em parceria com o Green Peace, em Washington, desde outubro do ano passado, reuniu também várias estrelas de Hollywood na cidade do Oscar.

“Quando eu soube fiz questão de comparecer porque acho que não há nada mais importante que isso. Esse é o maior desafio da humanidade nas próximas décadas, a gente garantir o futuro pras próximas gerações”, diz Marone. “E o protesto foi lindo, tinham várias celebridades usando sua plataforma para amplificar a voz de pessoas que já estão trabalhando em comunidades, gerando transformação. Se a gente não for pras ruas, não vai haver mudanças, porque as principais transfomaçoes sociais que aconteceram na história da humanidade foram geradas pelo povo exigindo seus direitos”, defende o ator.

Além de Sergio Marone, a líder indígena Sônia Guajajara também participou do protesto.  “Infelizmente no Brasil essa consciência ainda está nascendo, ainda está surgindo nas pessoas. Mas a gente tem que se conscientizar de que todo mundo vai ser afetado pelo aquecimento global. A comida vai ficar escassa em vários pontos do planeta, a água vai ser um problema também, tudo isso pode gerar mais guerra’, avalia o ator. “Então não importa se você é mais rico, mais pobre, de primeiro ou terceiro mundo, todo mundo vai ser afetado de uma maneira ou de outra pela alteração do clima”.

Facebook Comments