O atacante Emerson Sheik foi punido com suspensão de dois jogos na Copa Libertadores da América e multa de 1,5 mil dólares (algo em torno de R$ 5,5 mil) a ser paga pelo Corinthians. O anúncio foi feito pelo Tribunal de Disciplina da Conmebol nesta quinta-feira.

A punição é decorrente do pontapé desferido contra um jogador adversário na derrota do Corinthians por 1 a 0 para o Independiente, mês passado, em jogo disputado na Arena, em Itaquera, pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores. Sheik foi suspenso por “conduta violenta ou agressão” – ele poderia ter pegado gancho de até cinco jogos.

Na ocasião, Emerson Sheik havia saído do banco de reservas, ficou apenas dois minutos em campo e nem mesmo tocou na bola antes do fatídico lance, que culminou em sua expulsão. O atacante pediu desculpa minutos depois nas redes sociais. O técnico Fábio Carille admitiu, dois dias depois, ter se reunido com o atacante para discutir a atitude.

Sheik cumpre assim a suspensão nos dois últimos jogos do Corinthians na fase de grupos – nesta quinta, contra o Deportivo Lara, e no próximo dia 24. Ele somente volta, portanto, numa eventual participação do Timão nas oitavas de final da Libertadores – para isso, contudo, o atacante de 39 anos tem de renovar seu contrato com o clube, já que o vínculo atual vence no fim de junho e a fase mata-mata do torneio tem início previsto para agosto.

Emerson Sheik segue livre para defender o Corinthians em outras competições. O Timão entra em campo no domingo contra o Sport, pelo Campeonato Brasileiro.