Se você era uma das crianças com o privilégio de ter um Mega Drive, uma das tendências no campo dos videogames na década de 1990, certamente assoprou muita fita e colocou o Sonic, o incrivelmente rápido porco-espinho azul, para capturar anéis, fugir de inimigos e derrotar o seu nemêsis, Dr. Eggman.

O primeiro jogo da franquia foi lançado em 1991 e, em quase 30 anos desde o seu surgimento, Sonic vem conquistando fãs até hoje. Portanto, não é de surpreender que haja uma grande expectativa para a primeira adaptação em live-action do personagem, que estreia na próxima quinta-feira (13) nos cinemas brasileiros.

Em Sonic: O Filme, o personagem se reunirá com o policial Tom (James Marsden) para impedir que o Dr. Eggman (Jim Carrey), um cientista louco, capture todas as Esmeraldas do Caos e crie sua própria realidade utópica. Assista ao trailer:

Em homenagem ao personagem, preparamos uma lista com alguns filmes que, assim como Sonic: O Filme, também foram adaptados de jogos, sejam eletrônicos ou não. Confira a seguir:

Antes de Sonic: O Filme, outra franquia de jogos populares chegou aos cinemas: apesar de já contar com mais de 21 filmes animados, Detetive Pikachu é a primeira adaptação live-action de Pokémon.

Na história, os Pokémon convivem com os humanos normalmente e as capturas e batalhas já não são importantes como antes. É nesse mundo que um jovem encontra uma versão falante do ratinho Pikachu e aceita a sua ajuda para encontrar o pai desaparecido.

Talvez você nem saiba, mas Mario e Luigi já ganharam versões em carne e osso no cinema: No longa de 1993, a dupla de encanadores vive em uma realidade paralela habitada por dinossauros e comandada pelo terrível vilão Rei Koopa. Juntos, eles precisam salvar a Princesa Daisy, que corre perigo.

O filme, no entanto, acabou não decolando e recebeu diversas críticas negativas. Agora a dupla terá nova chance nos cinemas, com uma nova adaptação da famosa franquia, com estreia prevista para 2022.

Sucesso nos fliperamas – hoje quase extintos -, Street Fighter alimentou muitas disputas desde o seu lançamento, em 1987. Com o sucesso da franquia de jogos, uma adaptação cinematográfica era quase certa e veio, pela primeira vez, em 1994, com Street Fighter: A Última Batalha.

Na trama, Coronel Guile (Jean-Claude Van Damme) precisa impedir o plano diabólico do General M. Bison (Raul Julia) e conta com a ajuda dos lutadores de rua para invadir a fortaleza do vilão. Porém, o momento acaba sendo oportuno para uma jornalista, em desavença com o personagem, realizar uma vingança pessoal.

Outro jogo de luta de sucesso é Mortal Kombat, lançado pela primeira vez em 1992, e seus personagens, Scorpion, Sub-Zero, Liu Kang e Sonya Blade, entre outros, foram transpostos para o cinema apenas três anos depois.

Dirigido por Paul W. S. Anderson, que depois embarcaria numa franquia que falaremos logo mais, o longa mostrava a história de três guerreiros mortais convocados para enfrentar poderosos inimigos e defender o destino da humanidade em um torneio milenar.

Uma arqueóloga se aventura em tumbas a procura de tesouros (portando armas e em trajes que não parecem muito apropriados para a tarefa): esse é o ponto de partida de Tomb Raider, jogo lançado em 1996.

Lara Croft, a protagonista, foi levada ao cinema na virada do milênio, interpretada por Angelina Jolie (Malévola: Dona do Mal). No longa, Lara vai atrás do Triângulo da Luz, um antigo segredo de seu pai, e tenta recuperá-lo antes que o objeto caia nas mãos dos Illuminati, uma sociedade secreta que pretende dominar o mundo.

Um vírus é espalhado na cidade de Raccoon e é responsável por transformar humanos em monstros em Resident Evil. A série de jogos de horror, lançada em 1996, ganhou sua primeira adaptação cinematográfica em 2002, estrelada por Alice (Milla Jovovich), que precisa destruir um laboratório subterrâneo e impedir que o vírus se espalhe por todo o mundo.

Como um Velozes & Furiosos do videogame, Need for Speed também tentou se lançar no cinema. Apesar do sucesso da franquia de jogos, iniciada em 1994, a adaptação de 2014 não agradou tanto assim.

Estrelado por Aaron Paul (Breaking Bad), o filme mostra a história de Tobey (Paul), traído por seu ex-sócio e preso. Confinado, ele arma um plano e, ao ser posto em liberdade, decide colocá-lo em prática, mas o agora inimigo já sabe de sua trama e decide enfrentá-lo de igual para igual, armados de carros superpotentes.

A lista não é feita só de jogos eletrônicos: Detetive, jogo de tabuleiro criado em 1949 na Inglaterra, onde os jogadores são responsáveis por descobrir o responsável por um crime, também já foi adaptado para o cinema.

A animação não é bem uma adaptação: Detona Ralph conta a história de um vilão que não quer ser mais vilão e parte em busca de algo que o torne um herói aos olhos de seus companheiros de jogo.

Porém, em seu caminho, Ralph acaba tendo encontros com diversos personagens conhecidos, como Sonic, Mario, Pac Man, os lutadores de Street Fighter e muitos outros!

Outra não-adaptação de jogos, mas que tem tudo a ver com o universo dos videogames: em Pixels, seres intergalácticos decidem invadir a Terra através de jogos eletrônicos.

Para derrotá-los, o presidente dos Estados Unidos convida um campeão de jogos clássicos dos anos 1980 que, entre os inimigos, precisa enfrentar uma versão assustadora do Pac Man, o Come-Come.

+ Se você é fanático por videogames e adora itens de colecionadores, prepare-se, porque essa lista é para você: separamos 4 jogos e acessórios que vão deixar seu cantinho geek super inspirado em histórias incríveis!

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Exitoína pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

AnaMaria | Aventuras na História | CARAS | Contigo | Exitoína | Máxima | Sportbuzz | Recreio | Sou+Eu | VivaMais

Copyright Grupo Perfil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Perfil.com Ltda.

Comentários