Quem está começando a fazer academia ou mesmo quem já treina há um tempo costuma se perguntar: quais são os melhores suplementos para emagrecer?

De acordo com o livro “Viva em Dieta, Viva Melhor”, do nutricionista esportivo Rodolfo Peres, “existem muitas opções no mercado. É preciso escolher o produto de acordo com o seu objetivo final para alcançar o resultado esperado”.

Em uma entrevista para o canal GNT, o nutricionista explicou função dos cinco melhores suplementos para emagrecer. Mas, antes de partirmos para eles, é importante lembrar: não tome nenhum suplemento sem antes falar com um médico especialista.

Nós já falamos muito sobre o Whey Protein por aqui, mas, de forma resumida, ele é uma proteína de absorção super rápida, porém existem diferentes produtos no mercado.

“Cada pessoa vai precisar de um tipo de whey protein, já que eles estão relacionados ao horário que essa suplementação vai ser tomada, a disponibilidade de adicionar um carboidrato junto deste shake, a necessidade calórica e nutricional, entre outros fatores. De forma geral, recomendo o consumo de whey protein Isolado. Ele é mais puro, livre de gordura e de carboidratos, sendo mais seguro para misturar com carboidratos de baixo ou alto índice glicêmico. Ele pode ser consumido em forma de lanche, combinado com carboidrato de baixo índice glicêmico como batata doce ou aveia e ainda pós-treino, misturado com mel, banana ou água de coco”, explica.

Partindo para os suplementos para emagrecer menos conhecidos, a Glutamina é o aminoácido mais abundante no sangue e a suplementação poupa o tecido muscular.

“O produto ajuda a recriar as vilosidades intestinais, que vamos perdemos com a idade, má alimentação e toxinas do dia a dia. A glutamina aumenta a superfície de contato dos nutrientes com a parede intestinal, melhorando a absorção e dando um up na imunidade”, orienta o nutricionista.

Os BCAAs (Branched Chain Amino Acid), é uma suplementação composta pelos aminoácidos leucina, isoleucina e valina, que estão presente em 19% das nossas proteínas musculares.

Os BCAAs são metabolizados nos músculos e não no fígado e, por isso, eles podem fornecer energia durante exercícios mais longos.

“Os BCAAs são os aminoácidos mais utilizados pelo corpo durante os treinos. A suplementação irá auxiliar na força, recuperação e proteção muscular”, diz o nutricionista.

Você já deve ter ouvido falar da Creatina. Ela pode ser obtida através do consumo de peixe e carne vermelha, mas a suplementação provoca um aumento de até 20% nas concentrações de creatina muscular, o que potencializa a performance durante a atividade física.

De maneira geral, a Creatina aumenta a força muscular, o que melhora a intensidade dos seus treinos e te ajuda a ganhar massa muscular – consequentemente, te fazendo perder gordura (emagrecer).

Não tão conhecido, o CLA controla os níveis de insulina no sangue, também ajuda na redução da gordura abdominal, promove uma alteração positiva nas proteínas ligadas ao metabolismo das gorduras e melhora as taxas de colesterol e triglicerídeos.

Presente em muitos produtos popularmente conhecidos como “queimadores de gordura”, a cafeína estimula a quebra da molécula de gordura e aumenta a performance durante a prática de atividades físicas aeróbicas ou atividades de força.

Algumas pessoas podem apresentar efeitos colaterais, como alterações gástricas e psicológicas. Então, tenha certeza da posologia antes de inciar a administração do suplemento.

A suplementação com cafeína em cápsulas não deve ser usada para driblar o cansaço natural porque o estimulante pode debilitar ainda mais o corpo, provocando lesões. Respeite e entenda o seu corpo.

Consumir L-carnitina antes de fazer alguma atividade aeróbica potencializa o uso da gordura corporal como fonte de energia e proporciona uma significativa melhora da capacidade física durante o exercício físico.

Para quem é vegetariano, essa suplementação é a ideal, afinal, normalmente pessoas que seguem essa dieta apresentam taxas mais baixas desta substância no organismo.

Por último, mas não menos importante, os ácidos graxos ômega-3 também te ajudam a melhorar a sua performance durante alguma atividade física.

Para quem não sabe, o Ômega-3 vem dos peixes de águas frias, como salmão, e também de sementes, como o caso da e emente de linhaça.