Susana Vieira, 77, foi uma das convidadas do Se Joga desta sexta-feira (8) e se abriu sobre a vida fora das telinhas. A atriz revelou desavença entre ela e Antônio Fagundes, que aconteceu durante novela que contracenaram: “Ele fez uma coisa horrível comigo”.

Sem dar mais detalhes, a artista disse para Fernanda Gentil que contaria o que aconteceu entre eles após o final do programa. Mantendo-se divertida, a atriz desconversou sobre o assunto e disse que o desentendimento entre eles já foi resolvido.

“Tivemos um entrevero. Coisa de gente que envelhece e perde um pouco da jovialidade que eu tenho. Ficam um pouco assustados comigo, chego na gravação como se estivesse chegando na Disneylândia”, disse. 

Durante o Se Joga, Susana Vieira recebeu ainda um vídeo da nora Ketryn Goetten, que revelou que quando a conheceu esperava se encontrar com a doce Maria do Carmo, mas foi recebida pela séria Branca Letícia de Barros Mota, em referência às personagens de “Senhora do Destino” (Globo, 2004) e  “Por Amor” (Globo, 1997-1998), respectivamente. “Hoje temos uma relação de amor, de cumplicidade”, contou a nora.

O filho da atriz renovou os votos com Goetten recentemente em Paris e Vieira pegou o buquê da cerimônia. Ela contou que apesar do primeiro contato não ter sido dos melhores, a nora foi quem ficou ao seu lado durante a luta contra a leucemia. 

“Quando fiquei doente, ela veio dos Estados Unidos para ficar comigo. Fiz quimioterapia com ela ao meu lado. Ela me divertiu. Consegui driblar a doença com uma pessoa alegre e divertida. Isso não tem preço… Só não é filha porque não dou bronca nela, mas o amor é muito grande.”

Ainda durante o quadro, Vieira se emocionou com declaração enviada em vídeo por Tony Ramos. “Já trabalhamos em tantas novelas, em quantos e quantos momentos dos mais diferentes engraçados. Mas o mais importante é o respeito que tenho por você e o reconhecimento da sua linda trajetória”, disse o ator. 

“Ele é um dos melhores, se não for o melhor. São 50 anos de convívio. Se eu tiver na vida algum grande problema para resolver e precisar de um conselho, um colo para resolver, é o do Tony e da mulher dele. Eles têm uma alma, além de ser um grande ator”, afirmou Vieira, em lágrimas. 

A global revelou também o amor por outro astro da emissora: Cauã Reymond. “Ele me chama de Sol. Isso tem um valor que você não sabe. Ele sempre me falou que se eu tivesse trinta anos a menos… eu nasci trinta anos depois, tenho culpa?”, disse.

De volta às novelas com “Éramos Seis” (Globo), Vieira interpretará tia Emília. Em entrevista recente ao F5, ela definiu o papel como “difícil para qualquer atriz”.

Copyright Folha de S.Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br).

Facebook Comments